Onde mora o Papai Noel?

  • Lu Gastal

Em tempos de buscas e tentativas de conexões com aquilo que faz sentido, sugiro que você repense esse conceito de que Papai Noel é uma entidade distante e imaginária

 

Primeiramente, atenção, querido leitor, não desista de ler esse texto após passar rapidamente o olhar sobre o título! Acredite, não dedico estas palavras para crianças, tampouco para adultos com “mood” Amelie Poulain, escrevo a você, pessoa real que habita o mesmo mundo que eu!

Há alguns dias, um menino chamado Bruno me questionou via direct do Instagram: “Oi, é verdade que você conhece o Papai Noel?”. Pensei alguns minutos antes de responder e, antes de qualquer resposta, perguntei sua idade: oito, respondeu ele. Fui sincera, disse que conhecia sim, e que meu conhecimento é de que há vários Papais Noeis espalhados pelo mundo. Bruno nunca mais fez contato. Curiosa, fiquei pensando o que se passou naquela mente corajosa. Em tempos modernos, um menino de 8 anos que escreve a alguém pedindo “prova de vida” do Papai Noel é forte candidato às altas doses de bullying na escola, por um único e real motivo: o mundo não tem tolerado qualquer tipo de sonho.

Onde é a casa do bom velhinho?

papai noel casa

O apagar das luzes de 2019 apenas comprovou o que todos sabemos, vemos e sentimos: uma onda absurda de sincericídio, imediatismo, intolerância e escassez de empatia. Como é que alguém com idade acima de determinada idade pode se questionar se Papai Noel existe ou não existe?

Curiosa e reflexiva que sou, mantive esse tema nos pensamentos durante as últimas semanas. Por isso – apenas por isso –, pergunto a você, que aqui hoje me lê: onde mora o Papai Noel?

“No Polo Norte, mais precisamente na região da Lapônia”. Certamente alguns responderão. Outros arriscarão “o Papai Noel brasileiro mora na cidade de Gramado”. Lá na serra gaúcha até renas de verdade pastam no campo defronte sua casa. Os mais céticos terão resposta reta e direta: em lugar algum, porque eu sei – e você sabe – que Papai Noel não existe e ponto final.

Papai Noel existe, sim

Cá com meus botões, se Papai Noel não existe, o que, exatamente, move nossos dias nesse fim de ano belicoso e intolerante? O que leva milhares de pessoas do mundo todo em busca de um presente para agradar alguém na noite de Natal? Por que nessa época você sente uma imensa vontade de abraçar quem gosta? E arrisco mais uma provocação: por que você sente seu coração acelerar diante do amor, ou por que algumas lágrimas lhe escapam pelo rosto ao escutar uma música natalina? Isso, meu caro leitor, é a prova viva de que Papai Noel existe, e ele está muito mais perto do que você imagina!

É fato – goste você ou não da época natalina -, ela existe e já deixou de ser uma data meramente comercial. Em tempos de buscas e tentativas de conexões com aquilo que faz sentido a cada um de nós, sugiro que você repense esse conceito de que Papai Noel é uma entidade distante e imaginária, porque ele mora aí ao seu lado. Quando o colega de trabalho lhe der um abraço apertado com desejos de bom recesso; quando alguém que você gosta pra caramba ligar apenas pra dizer “oi,  estou aqui e senti saudade”, quando, ao sentir pela casa um aroma de pernil, arroz com passas, rabanada, biscoito ou qualquer outra comida tradicional natalina, você lembrar de algo ou alguém. Ali, exatamente ali, mora o Papai Noel, queira você ou não.

Seja sincero sobre o lugar do Papai Noel

Mas, antes disso, pense nisso com carinho. Se, por acaso, uma criança lhe questionar se você conhece o Papai Noel, seja sincero e acesse seu coração: ele mora muito mais perto do que você imagina!

Beijos meus, e desejo que antes dessa virada de ano você realmente perceba que o Papai Noel mora perto, talvez dentro da sua própria casa!

 

Lu Gastal trocou o mundo das formalidades pelo das manualidades. Advogada por formação, artesã por convicção. É autora do livro “Relicário de afetos” e participa de palestras por todos os cantos. Desde que escolheu tecer seus sonhos e compartilhar suas ideias criativas, não parou mais de colorir o mundo ao seu redor. Seu instagram é @lugastal.


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 235, setembro de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*