COMPARTILHE
Amor sem legenda
Michael Fenton
Siga-nos no Seguir no Google News
Neste artigo:

“Eu só queria que você soubesse que você faz falta!

Você que corria pra me abraçar, você que me via cantando sozinho no carro, você que me beijava com afeto, eu só queria que você soubesse que você faz falta!

Você que sabe que te amo, você que se dizia me amando, você que apenas cruzava comigo nos corredores da vida, eu só queria que você soubesse que você faz falta!

Você que é meu amigo de longa data, você amigo mais recente que conheci nas esquinas da vida, você que apenas me olhava caminhar, eu só queria que você soubesse que você faz falta!

Você que me prestava algum serviço, você que me entregava alguma coisa, você que apenas tocava minha campainha,  eu só queria que você soubesse que você faz falta!

Você que tá aí cansado, você que tá aí triste, você que tá aí sozinho ou acompanhado, eu só queria que você soubesse que você faz falta!

Eu queria que você soubesse que assim que isto tudo terminar eu vou te olhar, vou voltar a te observar, vou voltar a te beijar e te abraçar. Porque  assim como é pra ti,  pra mim,  esse isolamento todo, essa saudade toda nunca foi,  nunca será, meu novo normal!”

 Palavras para acalmar

Querido leitor, recebi hoje cedo um vídeo do amigo Gabriel Carneiro Costa, e eu só queria que você soubesse que essas palavras sossegaram todas as saudades que senti nessa semana. Por isso as compartilho na coluna de hoje, para que mais e mais pessoas, assim como eu, assim como você, possam dizer aos seus amigos, aos seus amores, aos seus familiares, colegas ou, simplesmente, a alguém com quem cruzarem pela rua, que eles também lhe fazem falta. Em tempos de carências múltiplas, de carinho, acolhimento e palavras sinceras, estamos todos precisados de afagos, então, este foi o meu!

Beijos meus!

*Os textos de colunistas não refletem, necessariamente, a opinião de Vida Simples.

A vida pode ser simples, comece hoje mesmo a viver a sua.

Vida Simples transforma vidas há 20 anos. Queremos te acompanhar na sua jornada de autoconhecimento e evolução.

Assine agora e junte-se à nossa comunidade.

0 comentários
Os comentários não representam a opinião da revista. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Deixe seu comentário