⁠   ⁠
COMPARTILHE
O poder da mindfulness walking, a caminhada consciente
Foto: Michał Parzuchowski/Unsplash
Siga-nos no Seguir no Google News

Isadora Maria Bertan, assinante da Vida Simples, enviou para o Blog Você + Simples a sua experiência com a caminhada consciente. Generosa, ela compartilha informações relevantes sobre essa prática, e traz dicas para incorporá-la no seu dia-a-dia. Boa leitura!

“Acordar, fazer os rituais matinais, tomar café e olhar a agenda. Percorrer os olhos entre os horários e identificar o momento reservado pra se exercitar. Hoje vai ser caminhada. Entender a importância de se manter ativo fisicamente.

E aquela reunião que eu tenho logo depois dos exercícios? Será que vai dar tempo de eu chegar em casa e me preparar?

E os exercícios escritos da pós-graduação ainda não foram postados, preciso terminar eles antes do prazo final. Não posso atrasar. Qual vai ser o almoço hoje? Olho a geladeira.

Poxa, preciso dar uma ajeitada na casa. A louça por lavar e o sofá desarrumado. Ah, mas não posso esquecer dos exercícios. Pego meu café e revejo a agenda. Me preparo pra andar.

Repasso todos os compromissos, preocupações ao longo do percurso. Faço algumas reflexões. O caminho é meio automático. Sei por onde ir, só não lembro dos detalhes.”

As multitarefas e o desequilíbrio

Essa crônica relata uma realidade comum da vida cotidiana: a tentativa de equilibrar as autocobranças e responsabilidades de uma maneira consciente numa cultura que estimula as multitarefas.

A ideia de realizar múltiplos movimentos ao mesmo tempo (como checar e-mails enquanto toma o café da manhã ou assistir a uma aula enquanto faz um projeto) pode parecer eficiente na teoria, mas seu uso deliberado pode proporcionar uma série de consequências desagradáveis que prejudicam principalmente a saúde mental.

Num mundo onde a valorização da produtividade instantânea é sinônimo de sucesso, é preciso estar atento em encontrar o equilíbrio entre ser produtivo e cuidar da saúde mental.

Sendo assim, e a atenção plena exerce um papel fudamental na inclusão do hábito de desacelerar e concentrar-se em uma tarefa de cada vez. Desse modo, o hábito estimula a consciência do momento presente ao longo das ações diárias.

O que é mindfulness walking?

Se desvincular da sobrecarga gerada pelo excesso de autocobrança é um papel que demanda delicadeza e atenção. O mindfulness walking nasce como uma estratégia que visa, nos mais singelos passos, fazer com que o indivíduo se sinta pertencente e atento ao seu mundo interior e ao seu redor.

Essa prática de caminhada consciente também visa deixar de lado comportamentos automatizados, abrindo espaços para se propor a observar atentamente a vida enquanto excecuta um movimento natural dela: o caminhar.

Por isso, quando pensamos em caminhada consciente ou mindfulness walking, torna-se necessário desmembrar cada um dos significados das duas palavras que compõe o termo para depois entender o impacto e força da ideia.

Os benefícios da caminhada

A caminhada é um movimento corporal e pode estar atrelada a uma forma de se exercitar ou ao simples fato de se locomover até chegar a um destino final.

Ela exerce múltiplos benefícios, incluindo a melhora da saúde cardiovascular, fortalecimento muscular e ósseo, bem como melhorias na saúde mental, energia e vitalidade. Além disso, reduz o risco de doenças crônicas e melhora a função cognitiva.

É uma atividade simples e acessível que pode ser incorporada facilmente à rotina diária para promover uma vida mais saudável e equilibrada. Além disso, estar ao ar livre e em contato com a natureza durante a caminhada pode aumentar os sentimentos de bem-estar e relaxamento.

E o mindfulness, o que é?

Já o mindfulness ou atenção plena é uma prática que envolve estar consciente e presente no momento, com uma atitude de abertura, curiosidade e aceitação.

É a habilidade de dirigir a atenção para a experiência atual, observando os pensamentos, sentimentos, sensações físicas e o ambiente ao redor, sem julgamento.

Pensando nisso, o mindfulness walking, ou caminhada consciente, é uma prática que combina exercício físico com atenção plena.

Ao contrário de simplesmente caminhar para chegar a um destino, a caminhada consciente envolve a plena consciência do corpo, da respiração e do ambiente ao redor durante todo o percurso.

O mindfulness walking não precisa ser uma prática separada do dia a dia. Pode-se incorporar a atenção plena na caminhada diária para o trabalho, durante o almoço ou em qualquer outra oportunidade.

Isso ajuda a trazer mais consciência para as atividades cotidianas e a cultivar um estado de presença em todas as áreas da vida.

Algumas dicas podem potencializar esse exercício

Durante a caminhada consciente, é importante prestar atenção aos movimentos do corpo. Isso inclui sentir os músculos se alongando, perceber o contato dos pés com o chão e estar consciente da postura. Essa consciência corporal ajuda a manter o foco no presente e a relaxar a mente.

A respiração desempenha um papel fundamental no mindfulness walking. Os praticantes são encorajados a sincronizar sua respiração com seus passos, inspirando suavemente ao levantar um pé e expirando ao abaixá-lo. Isso ajuda a acalmar a mente e a criar um estado de relaxamento.

Na caminhada consciente, esteja consciente do ambiente ao redor. Isso inclui observar a natureza, os sons, os cheiros e as sensações físicas. Estar presente no momento presente e apreciar a beleza do ambiente pode aumentar a sensação de conexão com o mundo ao redor.

É preciso estar atento à vida. Quando nos desvilculamos de ações repletas de sobrecarga e nos damos o aval para sentir, abrimos espaço para viver uma vida com mais significado nos seus mais singelos detalhes. E o caminhar consciente é uma forma prática de exercitar isso.


ISADORA MARIA BERTAN é psicóloga de profissão e artista de coração, e gosta de olhar de uma maneira curiosa e detalhada para a vida.


Este texto foi produzido por um membro assinante da Comunidade Vida Simples e publicado no blog Você + Simples.
Escolha um de nossos planos e tenha a possibilidade de ter seu texto avaliado e publicado pela Vida Simples.

A vida pode ser simples, comece hoje mesmo a viver a sua.

Vida Simples transforma vidas há 20 anos. Queremos te acompanhar na sua jornada de autoconhecimento e evolução.

Assine agora e junte-se à nossa comunidade.

0 comentários
Os comentários não representam a opinião da revista. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Deixe seu comentário