Criança pode usar maquiagem?

  • Fernanda Gomes

Fernanda Gomes, médica dermatologista, explica o que deve ser levado em conta na hora de decidir se a criança pode ou não usar maquiagem.

Esse é um assunto que eu encontro todos os dias no meu trabalho na clínica. Cada vez mais, pais e mães têm se deparado com uma realidade inevitável: as suas crianças estão crescendo, e uma de suas novas vontades é usar maquiagem e pintar as unhas.

Longe de mim discutir a “idade certa” para uma criança se manifestar nesse sentido. Há quem diga que as crianças estão “deixando de ser crianças” mais cedo. Eu não sou dessa turma quando o assunto é o uso de produtos estéticos pelos pequenos. Acredito que a vaidade, o desejo de se sentir bela e outros conceitos podem ser incorporados ao universo da criança de uma forma lúdica, carinhosa e até educativa. Basta que os adultos acompanhem de perto e tomem os devidos cuidados.

VEJA TAMBÉM: Redobre o cuidado com as crianças no sol

Maria, minha filha, tem dois anos e já pede para pintar as unhas. Eu nunca me opus. Ao contrário, eu sempre incentivei. É claro que o esmalte que eu uso em Maria é um “10-free”, classificação utilizada para indicar esmaltes livres de 10 substâncias prejudiciais à saúde que estão presentes nos esmaltes convencionais.

Desde cedo, Maria sabe o que é bom, o que faz bem e o que faz mal à pele e à saúde. É minha responsabilidade, como mãe, acompanhar minha menininha em suas novas descobertas e saber exatamente quais produtos ela pode usar em sua pele e em suas unhas.

Essa é exatamente a orientação que eu tenho dado aos pais e às mães que me perguntam sobre a maquiagem e os esmaltes de seus filhos. Criem regras para si mesmos, para as crianças e para os produtos que entram em suas casas. E aproveitem cada descoberta dessa nova fase da vida.

Eu espero que essa reflexão seja útil a você.

Confira todos os conselhos de Fernanda Gomes no vídeo a seguir:


FERNANDA GOMES é médica formada pela Universidade Federal de Minas Gerais, com especializações em dermatologia e homeopatia. Acima de tudo, ela acredita na beleza externa como consequência do que cada um tem de bonito por dentro. Faz dos hábitos simples sua receita de saúde e, do trabalho amoroso e dedicado, sua filosofia de vida.

*Os textos de colunistas não refletem, necessariamente, a opinião de Vida Simples.

POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 239, janeiro de 2022 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*