Cartas de um verão sem fim: o livro aberto da vida de Horácio Coutinho

  • DATA: 04/11/2021

De peito aberto, Horácio Coutinho, o Toco, expõe em seu primeiro livro sua maneira livre, simples e franca de encarar as adversidades. E assim, ele inspira as pessoas a mudarem seu modo de ver a vida.

Encontro com o Horácio Coutinho numa quarta-feira à noite, em Curitiba, para tomar umas cervejas, matar as saudades e falar sobre seu primeiro livro, Cartas de um Verão Sem Fim” (Editora Vida Simples).  A gente não se via há quase quatro anos, desde que ele se mudou para a Califórnia, Estados Unidos.

O ‘Toco’ é um amigo de longa data e isso me dá uma vantagem na hora de entrevistá-lo: eu sei que tudo que ele faz é com amor e dedicação. E, é claro, não seria diferente quando ele começa a falar do livro. Seus olhos brilham, como os de uma criança mostrando um desenho que acabou de fazer.

O projeto que começou como um newsletter de domingo de manhã, focado em uma conversa leve, descontraída e que pudesse inspirar as pessoas, ganhou vida e corpo. “As melhores conversas que tive na vida foram aquelas em que alguém contava uma história própria de uma forma simples e divertida”, me explica, empolgado.

Pensando nisso, assim que assumiu a editoria do portal Vida Simples em setembro de 2020, Toco criou um projeto em que o e-mail enviado para a comunidade aos domingos de manhã, fosse um bate-papo, ao invés de um apanhado de sugestões de matéria.

Cartas simples, para serem lidas no café da manhã

A linguagem simples e afetuosa, em primeira pessoa, sempre acompanhada de uma playlist, agradou tanto que o e-mail do Toco passou a ser um dos mais esperados e comentados pelos leitores de Vida Simples.

No newsletter de domingo, ele conta causos da sua própria trajetória que servem de inspiração para os mais de 100 mil membros que fazem parte da comunidade. “Sempre acreditei que essa conversa precisava ter um tom informal, como um café da manhã de domingo mesmo. Nada de assuntos muito pesados e leituras densas. Mas tudo isso, sem descartar a profundidade das discussões”, complementa.

Pergunto como surgiu a ideia de publicar as cartas e ele me diz que veio dos próprios leitores. “A ideia nunca foi escrever um livro. Mas muitas pessoas queriam ter um link para o conteúdo e me solicitavam a publicação. Além disso, a cada semana mais pessoas se inscrevem no newsletter, e quem chega não tem acesso aos textos anteriores. Começaram a me pedir os textos antigos, e assim surgiu o livro”, comenta Horácio.

Cartas de um Verão Sem Fim faz menção a hashtag que Toco usa em suas redes sociais a mais de dez anos, #summerneverends, e que inspira a sua filosofia de vida. “Nossa existência está constantemente exposta a dificuldades e desafios, mas não é por isso que ela precisa ser ruim. Não se trata de levar uma vida de Poliana, mas sim olhar com carinho para todos os acontecimentos e se debruçar nos ensinamentos que nos fazem crescer e nas coisas boas que temos ao nosso redor”, complementa Toco.

Temas que permeiam nossa existência

Quem conhece o Horácio pessoalmente sabe que essas histórias e esse olhar que ele compartilha são, de fato, um espelho de sua personalidade, são a forma como ele realmente vê a vida. É um relato muito honesto, sincero e aberto de si mesmo e, talvez por isso, inspire tanto as pessoas.

Os textos trazem à tona assuntos como felicidade, sofrimento, amor, vida acelerada, paciência, entre outros conteúdos que permeiam a nossa existência. Esses temas são contados através das histórias da sua infância em Curitiba, suas férias no litoral catarinense, suas viagens pelo mundo e até sua vida atual morando em San Diego, na Califórnia.

capa do livro

Horácio: “Sempre acreditei que essa conversa precisava ter um tom informal, como um café da manhã de domingo mesmo”.

Fico curiosa para saber qual foi o maior desafio na “construção” do livro e ele me diz que foram dois grandes desafios a serem enfrentados. “Eu nunca tinha escrito assim, de forma profissional, especialmente para a Vida Simples, que tem essa característica de escrita afetuosa, que é coisa da genial Ana Holanda”, conta.

O outro desafio foi achar o tema de cada newsletter e fazer com que ele se encaixasse nessa filosofia do amor. “A Ana sempre me dizia que o que é escrito na Vida Simples precisa tocar o leitor de uma forma diferente. E escrever semanalmente, de forma simples e franca sobre minhas experiências é muito difícil”, complementa.

Um gabarito que se molda à história de cada um

Em mais de uma hora de conversa, os olhos do Toco continuam brilhando. Ele fala do retorno do público, de como se sente grato pelas mensagens que recebe, das pessoas que dizem ter mudado sua forma de ver a vida depois das cartas de domingo.

Em especial, Horácio fala de como a experiência mudou sua própria vida. “Quando comecei a escrever as cartas, eu era um diretor de Marketing. Mas a cada domingo, eu encontrava uma conversa muito pessoal, pessoas precisando de uma palavra amiga e que me ofereciam também uma palavra afetuosa.

“Acima de tudo, encontrei um espaço muito interessante de inspirar as pessoas através da minha história e dar a elas um gabarito. Porque não é a minha história que serve na vida delas, mas os exemplos de vida que dou são muito semelhantes. Então cada um pega esse gabarito e encaixa na sua própria história ou momento em que está vivendo.

O prefácio do livro é da jornalista e escritora Ana Holanda. No início do livro ainda, a empresária Luciana Pianaro; o professor e médico Eugenio Mussak; e o cientista Fabio Gandour, escrevem as primeiras cartas.

Já a capa foi desenhada pelo publicitário curitibano Bruno Regalo, que hoje mora em Los Angeles na Califórnia e é Head de Criação Global de uma das maiores agências de publicidade do mundo, a TWBA\CHIAT\DAY.

Para adquirir o livro basta acessar  o Cartas de um Verão Sem Fim.  Além da versão impressa, o livro também estará disponível para compra no Kindle.


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 237, novembro de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*