⁠   ⁠
COMPARTILHE
Paz interior: como encontrar a paz que está ao nosso alcance?
Alexis Baydoun
Siga-nos no Seguir no Google News

À medida que navego pelas complexidades do mundo moderno, percebo a relevância do olhar sobre a paz interior. A constituição da UNESCO diz: “As guerras começam nas mentes dos seres humanos e é na mente dos seres humanos que as defesas da paz devem ser estabelecidas.”

Antes mesmo das guerras e conflitos se instalarem externamente, elas existiam como ideias e passaram pelo domínio da mente. Foram pensadas, construídas, planejadas e, portanto, cada um de nós pode ser um agente de paz a partir da transformação mental que reflete na mudança de atitude.

Somos participantes ativos nesta construção da paz. Seja através de nossas interações pessoais, compromissos comunitários ou advocacia no cenário mundial. Não se trata de querer resolver todos os problemas do mundo, mas sim trabalhar com nossas próprias mentes e isso está a nosso alcance neste momento presente.

Em vez de reagir impulsivamente, mentes treinadas tendem a abordar os conflitos com calma, foco e compreensão e estão mais propensas a exercitar diálogos significativos, transcendendo diferenças culturais, religiosas e ideológicas.

Esta construção de pontes contribui para uma atmosfera onde a diversidade é celebrada e não temida.

Na intrincada tapeçaria da coexistência humana, a relação entre paz interna (mental) e paz global se desdobra como uma dança profunda, cada passo influenciando o outro.

A paz não é a ausência de conflitos

À medida que exploramos essa conexão intrincada, percebemos que a jornada em direção a um mundo mais harmonioso começa com o cultivo da tranquilidade dentro de nós. Com isso nos tornamos instrumentais na composição de uma melodia harmoniosa que ecoa as aspirações compartilhadas da humanidade por um mundo banhado por mais serenidade nas relações.

A paz não é a ausência de conflito, mas um processo ativo e contínuo de transformação que depende de cada um de nós hoje. Na realidade, a paz é plural e relacional. Portanto,

viver em paz não significa não ter conflitos, mas significa desenvolver habilidades e capacidades para navegar as relações da forma mais construtiva possível.

O conflito, quando abordado com empatia e compromisso sobre a compreensão mútua, pode levar ao crescimento pessoal e a relacionamentos mais saudáveis. É a maneira pela qual lidamos com os desafios/conflitos que determina uma coexistência na direção da cultura de paz ou na direção da cultura da violência. E a paz interna serve como a chave para uma coexistência harmoniosa.

Cultivar a autoconsciência, praticar a atenção plena, desenvolver o florescimento socioemocional e habilidades relacionais por meio de treinamento mental prepara os indivíduos para enfrentar desafios de forma construtiva. O treinamento mental nos possibilita sermos protagonistas de nossas transformações. Portanto, a jornada em direção à paz, começa dentro dos corações e mentes de indivíduos comprometidos em cultivar e irradiar serenidade e tudo isso pode ser treinado.

Indicação de leituras sobre cultura de paz e paz interior

Interpretações de Paz na História e na Cultura – Volume 1* – Wolfgang Dietrich

Editora Paz & Mente

Olhando de Perto – As Quatro Aplicações de Mindfulness* – B. Alan Wallace.

Editora Paz & Mente

Transformação de Conflitos* John Paul Lederach

Editora Palas Athena

Para saber mais sobre paz interior e como se tornar um agente de paz

Pós-graduação EaD em Transformação de Conflitos e Estudos de paz com ênfase no Equilíbrio emocional, oferecido pela Paz & Mente em parceria com a cátedra de paz da UNESCO, Instituto Santa Barbara (EUA) e The Middle Way Initiative (EUA).

​​Website: pazemente.innovareadistancia.com.br

Contato WhatsApp: (48) 988551219

SAIBA MAIS

Agentes de Paz: como viver uma cultura de paz no dia a dia


CERYS TRAMONTINI é idealizadora, cofundadora e diretora do Programa de Pós-Graduação em Transformação de Conflitos e Estudos de Paz com ênfase no Equilíbrio Emocional. Doutoranda em Estudos Internacionais sobre Paz e Conflito pelo Instituto Nacional de Estudos de Paz pela Universidade de Otago, Nova Zelândia. Mestre em Paz, Segurança Internacional e Transformação de Conflitos na Cátedra de Estudos para a Paz pela Universidade de Innsbruck, Áustria, cátedra UNESCO. Professora certificada em Cultivando o Equilíbrio Emocional (Santa Barbara Institute for Consciousness Studies – 2014). Bacharel em Direito. Há 25 anos estuda ciências contemplativas em instituições de diversos locais como Índia, Nepal, Tibete, Europa, EUA e no Brasil. Tem formação em nível intermediário em Experiência Somática (SE) pela Associação do Trauma (ABT). Coordena a tradução dos livros do Prof. Dr. Wolfgang Dietrich para o português. Facilitadora do programa de pós-graduação Paz & Mente.


Os textos de convidados não refletem, necessariamente, a opinião de Vida Simples


*Este link faz parte do programa de afiliados da Amazon e a Vida Simples ganha uma pequena comissão por cada venda. Nada muda no valor final do produto: é o mesmo que você encontra na loja. A grande diferença é que comprando pela nossa indicação você nos ajuda a crescer e a manter o nosso jornalismo. Lembrete importante: a Vida Simples não é responsável pela entrega ou pela comercialização dos produtos.

A vida pode ser simples, comece hoje mesmo a viver a sua.

Vida Simples transforma vidas há 20 anos. Queremos te acompanhar na sua jornada de autoconhecimento e evolução.

Assine agora e junte-se à nossa comunidade.

0 comentários
Os comentários não representam a opinião da revista. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Deixe seu comentário