Um café com Sharona Stillerman

  • DATA: 11/05/2015

Há 15 anos, Sharona Stillerman enfrentou o desafio de se mudar de Boston, nos Estados Unidos, para discutir paz e espiritualidade em Israel, uma das regiões mais conflituosas do mundo. Ela é uma das líderes da Brahma Kumaris, organização que prega a cultura de paz e a conexão com o divino interior. De fala pausada e calma, sempre com um sorriso no rosto, Sharona nos recebeu durante sua passagem por São Paulo, para uma conversa sobre como encontrar a paz em si mesmo e superar os tempos difíceis que enfrentamos.

Como encontrar paz e conforto espiritual com tanta guerra e medo?

Em qualquer lugar que estejamos, temos o desafio de trabalhar com nossa força interior para encarar as diferentes situações que se apresentam. Se eu estiver apto a encontrar o equilíbrio dentro de mim, então estarei pronto para encarar qualquer coisa. Quando conseguimos, através do caminho espiritual, chegar ao espaço que está além da mente, percebemos que é nela onde a raiva, o medo e as preocupações têm suas raízes e são cultivados.

E qual é o caminho ou método para estabelecer essa conexão?

Temos de entender que há um tipo específico de energia que, sozinha, nos leva a este espaço além da mente e é centrado na paz. Essa energia é o pensamento. As pessoas não percebem o pensamento como uma energia, mas ele é poderosíssimo. Negatividade, indulgência, pensamentos ordinários, são como desperdício desta maravilhosa energia.

O medo também tem um papel importante na construção da raiva. Como combatê-lo?

O medo é uma grande energia negativa que faz crescer ervas daninhas no jardim da alma. Para combatê-lo, precisamos entender que o medo é um sentimento criado e, como qualquer sentimento, ele é capaz de inundar a atmosfera que estamos. Assim, medo gera sempre mais medo. A coisa mais poderosa que podemos ter em uma situação dessas é conhecer a nós mesmos. Se tenho isso em mente, consigo ultrapassar situações aterradoras e percebo que minha essência é paz. Outro ponto é entender que as situações difíceis são uma oportunidade de superar nossas fraquezas. É um momento de aprendizagem.

Como posso amar alguém que me odeia?

O amor é uma das energias mais importantes. Acredito que uma das primeiras coisas para manter uma boa quantidade de amor entre nós é entendê-lo. Sempre cremos que os outros estão nos causando raiva ou dando motivos para odiá-los, mas essas forças obscuras só existem dentro de nós.

?Medo gera sempre mais medo. A coisa mais poderosa que podemos ter em uma situação dessas é conhecer a nós mesmos. Nossa essência é de paz? ? Sharona Stillerman


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 238, dezembro de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*