Guarda-roupa compartilhado

  • TEXTO Ana Holanda
  • FOTOGRAFIA Hannah Morgan | Unsplash
  • DATA: 26/12/2018

Quem passa pela rua arborizada, na Vila Madalena (São Paulo), pode facilmente confundir a loja da João Moura, na altura do 977, com um estabelecimento padrão de roupas. Mas, ao entrar, já dá para perceber a diferença. Na Roupateca, quase não há peças expostas. Elas estão no andar de baixo, em uma grande arara circular. Gostou de alguma? Então pode levar e devolver em alguns dias. O objetivo das proprietárias, Daniela Ribeiro e Flavia Nestrovski, é que o lugar funcione como um guarda-roupa compartilhado. “Priorizamos o acesso e não a posse”, diz Daniela. O acervo é de 500 peças, há tamanhos variados e planos de assinatura mensal.


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 210, agosto de 2019 ASSINAR
COMPRAR A EDIÇÃO

NESTA EDIÇÃO

Acolha sua tristeza: Dias nublados e sentimentos dolorosos também nos aproximam de nós mesmos e da verdadeira felicidade


COMENTÁRIOS

  • Gisley

    Eu nunca imaginei isso, que boa ideia estarei passando para conhecer.

    Responder

  • TAMBÉM QUERO COMENTAR

     

    Campos obrigatórios*