Os caminhos para a inovação

  • TEXTO Débora Zanelato
  • DATA: 23/04/2015

“Ampliar nosso repertório e descobrir nossos talentos pode nos ajudar a ser mais criativos e ter ideias inovadoras.” Quem diz é Rafael Vettori, da O Panda Criativo, plataforma responsável por promover iniciativas que usam a criatividade como ferramenta transformadora. Com o sócio Fabio Seixas, Rafael criou o Festival Path, que chega a sua terceira edição neste mês. São palestras, shows e filmes com a ideia de renovar nossos olhares. ?Queremos um ambiente de troca, de ponto de partida. Os palestrantes são pessoas que pensam fora da caixinha, quebrando paradigmas, todos com a inovação como denominador comum?, diz Rafael que, em busca de realização pessoal, largou a carreira no direito e mergulhou na comunicação e nas artes.

Todo mundo pode ser inovador?

Sim. Mas algumas pessoas têm mais facilidade porque são mais ousadas. Acho que inovar é questionar, é desafiar. Mesmo com o frio na barriga, sabe? Um erro é que muita gente espera uma suposta circunstância ideal, mas ela não existe. Se ficar esperando, nunca vai chegar. Tem que se jogar.

Como a inovação pode ser estimulada em nós?

Buscar referências ajuda muito. Cada um tem o seu próprio caminho e individualidade, mas ouvir exemplos inspira. Eu também acho que é preciso ser mais ?cara de pau?, não ter vergonha de tentar, de buscar o sim. Descobrir quais são seus gostos, seus talentos, também ajuda. As pessoas têm riquezas que não sabem. É preciso se examinar, tentar se encontrar, experimentar. Não é algo que vem fácil. Eu mesmo transitei entre muitas áreas, mas vejo que foram importantes para mim.

É possível ser mais criativo?

Sim, sempre é possível. O problema é a gente se acomodar ao que já conhece. Olhar ao redor, abrir mão de preconceitos, ver o mundo com mais sensibilidade e perceber que existem muitos padrões que precisam ser quebrados geram uma postura criativa. Em uma cidade cada vez mais caótica, a criatividade é o caminho até para driblar obstáculos cotidianos.

Como superar o medo e se arriscar mais?

Tento pensar que a vida é um filme, e não uma fotografia. Curiosamente, quanto mais você se arrisca, maiores as chances de fazer algo dar certo. Se a gente não deixa o medo de lado, pode seguir caminhos que não são os nossos.

 ?Não tenha medo de errar. Os erros também fazem parte de acertos e quanto mais você se arrisca, mais chances de inovar e fazer dar certo? ? Rafael Vettori


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 238, dezembro de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*