Linguagem corporal: o que seu corpo fala? 

  • TEXTO Lucas Vasconcellos
  • DATA: 29/03/2021

O livro O Que Todo Corpo Fala analisa a linguagem corporal e ajuda na compreensão do que o outro verdadeiramente está comunicando.

Como você acha que tem se comunicado nos mais diversos ambientes sociais? Para além do que as palavras dizem, há muita mensagem para ser decodificada através da postura corporal. Desde o movimento dos lábios, das sobrancelhas ou dos olhos, a como posicionamos as mãos e os pés. Em um diálogo, o corpo corresponde de 60% a 65% do que verdadeiramente estamos querendo comunicar. E entender isso, é um caminho para traçar relações melhores, evitando situações desgastantes para você e para o outro.

Decodificar o que a postura corporal quer dizer é a meta do livro O que todo corpo fala (Sextante Editora), dos autores Joe Navarro, ex-agente do FBI e especialista em comportamento não verbal, e Marvin Karlins, Ph.D em psicologia e professor da Universidade do Sul da Califórnia, nos Estados Unidos. Recém-lançado no Brasil, a obra já vendeu mais de um milhão de exemplares em cerca de 30 países.

Nesta entrevista, Joe Navarro, afirma que as pessoas nem sempre percebem que estão se comunicando de maneira não verbal, por isso a linguagem corporal geralmente é mais honesta do que pronunciamentos orais. “Compreendendo o comportamento não verbal, é possível ter uma visão mais profunda e significativa do mundo à sua volta, o que enriquecerá seus relacionamentos interpessoais”, comenta ele.

Como a leitura corporal pode nos ajudar a ter melhores relacionamentos?

Saber o significado da linguagem corporal pode nos ajudar a entender melhor o outro mais rapidamente. A maioria das pessoas não revela o que está em seus pensamentos ou emoções imediatas, mas nossa linguagem corporal sim. O lábio franzido para o lado revela imediatamente que alguém não gostou do que acabou de ouvir muito antes mesmo de declarar verbalmente o quanto se opõe a algo. O mero estreitamento dos olhos ou o sulco da área entre os olhos indica que há problemas, preocupações ou mal-entendidos, por exemplo.

No livro, você diz que o rosto é o lugar menos confiável do corpo. Por quê?

Por convenção social, temos que ser legais uns com os outros. Em público, você sorri, eu sorrio de volta, como uma cortesia social. Já no caso dos pés, por exemplo, não há essa exigência. Embora eu possa olhar para você em uma resposta a um sorriso que você me dá — ainda que seja falso. Se eu não gostar de você, meus pés vão se colocar quase que em posição para uma corrida. Nosso sistema límbico, também conhecido como cérebro emocional, nos protege e nos faz afastar as coisas de que não gostamos, da mesma forma que não permite que você corra para a beira de um penhasco.

Se você pudesse apontar um gesto comum, que mostra que uma pessoa está mal-intencionada, que gesto seria?

Violação de espaço! Quando alguém está muito perto e invade a sua área — o que é um gesto comum — traz um sentimento de alerta. Outra observação comum, mas não necessariamente significa que a pessoa é mal intencionada, são os apertos de mão ruins – dizem muito sobre a situação.


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 230, abril de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*