COMPARTILHE
CONTEÚDO FABIANA ANTUNES
7 estratégias para melhorar a ansiedade sem remédios
Priscilla Du Preez

O Brasil é um dos países com mais casos de pessoas que sofrem com transtornos de ansiedade no mundo, mas cada pessoa pode sentir ansiedade de um jeito e talvez nem todos saibam exatamente o que é ou o como é essa sensação.

Falando de uma maneira simplificada, a ansiedade é uma emoção normal, sentida quando estamos sob pressão ou passando por problemas ou situações desconfortáveis das quais não estamos acostumados. Contudo, para alguns, ela pode alcançar níveis extremamente altos, podendo causar impactos drásticos em suas vidas. Esses casos são chamados de Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).

Sintomas da ansiedade

De acordo com uma pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), só no primeiro ano da pandemia da COVID-19, o número de casos de ansiedade e depressão aumentou 25%, globalmente. Mesmo assim, o assunto é frequentemente tratado como um tabu.

Transtornos de ansiedade podem gerar diversos sintomas como insônia, palpitações, medo excessivo, pensamentos obsessivos, tensão muscular, disfunções intestinais, náusea, incapacidade de permanecer calmo, entre outros.

Melhorar os sintomas da ansiedade sem remédios

Existem diferentes abordagens para o tratamento da ansiedade, e o mais adequado para cada pessoa dependerá do tipo e da causa raiz da ansiedade.

Enquanto o tratamento com medicamentos pode ser beneficial para algumas pessoas, vamos tratar neste artigo, sobre algumas abordagens que a Medicina Integrativa propõe para o tratamento da ansiedade. Confira algumas estratégias a seguir.

1. Qualidade da sua dieta

Tente fazer escolhas saudáveis de alimentos e bebidas que irão nutrir o seu corpo, mente e espírito. Superar a ansiedade, normalmente requer uma mudança de hábitos e de estilo de vida, passando pela alimentação.

Evite alimentos inflamatórios como produtos industrializados, açúcar, cafeína, álcool e carnes vermelhas, bem como carboidratos refinados como arroz branco.

Inclua em sua dieta alimentos integrais e elementos ricos em antioxidantes, como verduras – especialmente acelga, espinafre, salsão e couve -, especiarias como cúrcuma e gengibre e frutas como abacaxi e mirtilo.

2. Respiração consciente, mindfulness (atenção plena) e meditação

Muitos estudos já comprovaram que estas práticas podem treinar a mente para que ela reaja de maneira positiva, contra situações de estresse psicológico e emocional. Uma boa atividade cerebral causará impactos benéficos ao seu corpo, melhorando os sintomas da ansiedade em geral.

Você não precisa criar uma rotina diária de meditação. Apenas lembre-se de conectar-se a si mesmo enquanto realiza atividades simples do dia a dia como tomar banho, cozinhar ou ao deitar-se.

Adicionar exercícios respiratórios à sua rotina, ajudarão a melhorar a concentração, pressão arterial, frequência cardíaca e relaxamento muscular.

3. Uma boa noite de sono

Noites mal dormidas pioram quadros de ansiedade. Durante o sono, o cérebro também realiza a remoção de resíduos através do sistema glial-linfático, livrando-se de compostos inflamatórios que podem danificar o cérebro.

Um sono adequado contribui para a regeneração mental e corporal, além de restabelecer os hormônios e o metabolismo.

4. Sessões de acupuntura

Embora ainda não seja de amplo conhecimento, a acupuntura não é eficaz somente para o tratamento de dores, especialmente aquelas relacionadas a disfunções da coluna. Ela tem se tornado uma ferramenta alternativa de grande ajuda para o tratamento de várias patologias, incluindo-se a ansiedade.

A acupuntura estimula os hormônios naturais do bem-estar do corpo e reduz o nível de hormônios do estresse, como o cortisol.

5. Prática de exercícios físicos

No longo prazo, a ansiedade e a depressão podem causar o encolhimento de uma parte do cérebro chamada hipocampo, que é responsável pelo aprendizado e memória. Estudos demonstram que a prática de exercícios, estimula a formação de novos neurônios dentro do hipocampo.

Embora o exercício físico não possa ser recomendado como uma terapia autônoma para condições de saúde mental, o uso do exercício como terapia adicional é amplamente recomendado.

6. Suplementação nutricional

Algumas pessoas podem apresentar deficiências nutricionais de elementos que podem construir ou manter o cérebro saudável.

Um cérebro que conta com nutrientes apropriados, tem uma melhor capacidade de comunicação e de proteger-se de situações que podem afetar negativamente o humor e o bem-estar.

Alguns suplementos como o Ômega-3 do óleo de peixe, Magnésio, Vitaminas B metiladas e Vitamina D podem ajudar a melhorar a ansiedade.

7. Uso de homeopatia

A homeopatia é uma área da medicina complementar, desenvolvida há mais de duzentos anos, que pode ser usada como uma alternativa natural para o tratamento de várias doenças, incluindo-se a ansiedade.

Quando administrada por um profissional, a homeopatia é altamente segura, ajudando no tratamento e causando poucos efeitos colaterais.

Busque ajuda profissional

Tratamentos para melhorar a ansiedade são altamente complexos e os resultados podem não ser notados imediatamente. Não se automedique, pois o “natural” de forma mal aplicada também pode trazer riscos. O propósito deste artigo é mostrar que existem vários caminhos para melhorar a saúde mental.

A Medicina Integrativa oferece uma abordagem natural e não invasiva, buscando não apenas o tratamento de sintomas, mas um ideal de saúde em equilíbrio.

Um profissional integrativo ajudará você a entender o problema com uma visão mais ampla de integralidade do ser humano, reabilitando o corpo e a mente através do uso de práticas que têm como objetivo compreender o motivo das doenças de forma profunda, restabelecendo a saúde como um todo e transformando os sintomas em bem-estar.


FABIANA ANTUNES (@drafabianaantunes) é naturopata especialista em Medicina Integrativa. Pós-graduada em ortomolecular, homeopatia e acupuntura, com especializações em Saúde Mental pelo Inst. Sírio-Libanês e em Saúde da Mulher pelo Albert Einstein. É co-fundadora da Clínica Kenzai Medicina Integrativa que propõe uma linha de saúde plena através da integração de métodos consolidados internacionalmente.

* Os textos de parceiros não refletem, necessariamente, a opinião de Vida Simples.

A vida pode ser simples, comece hoje mesmo a viver a sua.

Vida Simples transforma vidas há 20 anos. Queremos te acompanhar na sua jornada de autoconhecimento e evolução.

Assine agora e junte-se à nossa comunidade.

0 comentários
Os comentários não representam a opinião da revista. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Deixe seu comentário