Responsabilidade ambiental como meio para o bem viver

  • TEXTO Lucas Vasconcellos
  • DATA: 21/07/2020

Ao tomarmos consciência que também somos a natureza, podemos, de fato, construir um mundo mais sustentável e humano. O pessoal da MateriaLab já está fazendo sua parte

 

No processo de pesquisa para escrever esta matéria, escutei algo que, por mais simples e óbvio que pareça, me fez refletir. “Por muito tempo nos afastamos do que é natural. É como se a natureza fosse uma coisa e nós outra. A gente se esqueceu que também é a natureza”, me disse a Carol Piccin, sócia-fundadora da MateriaLab, empresa focada em deixar negócios sustentáveis e agregar valor às marcas por conta desta transformação.

A desconexão citada por ela, na minha realidade, faz sentido. Eu tenho alguma consciência ambiental, é verdade. Mas o assunto, por mais necessário que seja, sempre me pareceu distante.

ASSINE A VIDA SIMPLES

Números apontam para um crescimento, ainda que tímido, na coleta seletiva do lixo. No supermercado, vejo cada vez mais pessoas com sacolas retornáveis. Acredito serem outros que, como eu, estão se descobrindo parte da natureza. Não há culpa em demorar para entender isso. É preciso se reconectar com o outro, com o meio e consigo para criar a consciência.

Um degrau por vez

A MateriaLab surgiu em 2004, mas o processo de construção da empresa aconteceu décadas antes, inconscientemente, quando a Carol era criança. A paixão pela terra e pelas águas é herança familiar, assim como a crença na natureza para tratar questões de saúde, como fazia a avó. Para continuar existindo nesse mundo, é preciso cuidar dele.

Para isso, a MateriaLab atua de duas maneiras: como uma gestão ambiental para marcas, criando planos sustentáveis para toda a cadeia de produção, e como uma materioteca (a partir da demanda do cliente, ajuda a encontrar os melhores materiais para a construção de produtos).

ASSINE A VIDA SIMPLES

Hoje, o cenário para falar sobre sustentabilidade é bem diferente do de anos atrás. A sociedade, pouco a pouco, esquece a ideia do ecochato e a empresas começam a ser proativas e entender sua obrigação como agentes transformadores.

“A natureza dá tudo que precisamos, a nossa ganância que atrapalha. Quando a gente toma uma atitude de ir para o que é real e abre mão, conscientemente, do supérfluo, dá uma sensação de liberdade gigantesca”, diz Piccin.

 

A MateriaLab está fazendo uma projeto em parceria com a Vida Simples Social. Em breve, Carol Piccin vai contar detalhes em um live, no Instagram da Vida Simples!


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 222, agosto de 2020 ASSINAR
COMPRAR A EDIÇÃO

NESTA EDIÇÃO

Podemos deixar para trás a ideia de que ser feliz é uma incansável procura pela vida perfeita. Desfrutar do aqui e do agora nos desperta para esse sentimento que vive dentro de nós



TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*