Migraflix: projeto valoriza refugiados no Brasil

  • TEXTOS Izabel Duva Rapoport
  • FOTOGRAFIA Perry Grone | Unsplash
  • 1
  • 1

O jovem argentino Jonathan Berezovsky, neto de poloneses fugidos da Segunda Guerra Mundial, já foi imigrante em três países e sonha com um mundo mais tolerante e sem fronteiras. Para isso, criou o projeto social Migraflix, em São Paulo, que integra e valoriza imigrantes e refugiados que desembarcaram no Brasil. “Cada onda migratória tem a capacidade de revitalizar nossa vida comunitária e nos ensinar a ser mais tolerantes”, diz. Além de cursos de culinária, música e arte, a Migraflix realiza eventos e feiras, cozinhas colaborativas e palestras em escolas e empresas país afora para desmistificar tudo e qualquer tipo de medo ou preconceito que existe entre nós.

COMENTÁRIOS

  • Laércio Fernando

    É muito triste ver pessoas precisando sair de seus países devido aos problemas governamentais (pobreza, ditadura ou guerra). Por outro lado, entendo o fato de alguns países não querer receber muitos refugiados.

    Responder

  • TAMBÉM QUERO COMENTAR

    Campos obrigatórios*


    VEJA TAMBÉM