HORIZONTES – Olhar do coração

  • TEXTO ANA HOLANDA
  • FOTOGRAFIA ÉRICO HILLER
  • DATA: 10/11/2020

O sensível registro de uma travessia feita por Gandhi, em 1930, e refeita por um fotófrafo décadas depois

Em novembro de 2017, o fotodocumentarista Érico Hiller refez a pé um trajeto simbólico para os indianos, a chamada Marcha do Sal, protesto pacífico conduzido por Mahatma Gandhi, em 1930, para chamar a atenção aos abusos cometidos pelos ingleses. Naquele tempo, o povo era proibido de extrair o sal de suas terras.

Em vez disso, precisava comprá-lo dos ingleses a preços altos. Gandhi fez a caminhada pelo país de maneira silenciosa, rumo aos locais de extração. No início, foi zombado pelos colonizadores. Mas foi por conta dessa travessia que a Índia conseguiu conquistar, nos anos seguintes, sua liberdade.

travessia Gandhi

travessia Gandhi

travessia Gandhi

Conforme conta Érico em seu livro, Gandhi aproveitou a Marcha do Sal para fiscalizar os vilarejos por onde passava. Ao contrário dos líderes de sua época, ele não se acomodava, sempre se colocava a viajar e ver com os próprios olhos a situação do povo

travessia Gandhi

travessia Gandhi

travessia Gandhi

Mahatma dizia ser possível atingir os propósitos mais nobres sem necessitar de nada externo ou material. Cada um é uma força sem limites: “somos todos farinha do mesmo saco, filhos do mesmo Criador e, portanto, os poderes divinos em nós são infinitos”

Ao todo, Érico percorreu 400 quilômetros, registrou não o caminho, mas especialmente as pessoas. O resultado disso está no belíssimo livro A Marcha do Sal (Vento Leste). “Terminei a jornada para o mar desejando ser uma pessoa melhor. Um homem bom. Acho que era apenas o impacto do legado gandhiano em mim. Eu sabia que minhas fotografias não registrariam algo factual.

Eu queria mostrar o cotidiano daquelas pessoas cujos antepassados tiveram a graça de testumunhar o toque mágico do Mahatma. Talvez eu também tenha sido tocado. Talvez seja apenas a verdade falando a partir do meu coração’’, escreve.



ÉRICO HILLER mora em São Paulo e trabalha com projetos documentais pelo mundo. Para saber mais: ericohiller.com.br


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 225, novembro de 2020 ASSINAR
COMPRAR A EDIÇÃO

NESTA EDIÇÃO

Quando entendemos o que nos move, fica mais fácil atravessar períodos difíceis e realizar aquilo que se deseja verdadeiramente



TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*