Festival Path Amazônia: vamos regenerar o planeta?

  • TEXTO Gisela Garcia
  • FOTOGRAFIA Crédito: Nathalia Segato | Unsplash
  • DATA: 26/10/2021

Salvar o planeta de nós mesmos é uma pauta urgente e que vem sendo debatida há anos. Mas, como fazer isso? É o que pretende mostrar o Festival Path, que acontecerá de forma virtual nos dias 30 e 31 de outubro.

Regenerar o planeta, ser uma inspiração para mudar de maneira positiva a forma de pensar e agir, individualmente e coletivamente: esta é a proposta do Festival Path Amazônia, que acontece de forma totalmente virtual nos dias 30 e 31 de outubro.

O Path contará com mais de 70 horas de conteúdo sobre inovação, diversidade e sustentabilidade — muitos deles produzidos diretamente da região Amazônica. Em pauta, os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Criado em 2013, o Path tem atuação diretamente ligada à educação em suas mais variadas formas, entendendo que de grão em grão é possível construir um legado para um mundo com ideias inovadoras e mais diversas que gerem transformação positiva

Transformar através de iniciativas positivas

A missão do festival, segundo os organizadores, é curar o nosso planeta. “Entendemos que devemos agir potencializando iniciativas positivas. Nas trilhas de conteúdo do Festival Path sempre combinamos as mais diversas áreas e de um tempo para cá percebemos a importância de dar foco em determinados assuntos e para isso desenvolvemos novos formatos”, comenta Fabio Seixas, fundador e diretor de conteúdo do Path.

O Path ficou conhecido pela sua excelência em design de experiências e curadoria de conteúdos relacionados à inovação e diversidade que atingiram dez milhões de pessoas nos últimos anos. Já estiveram em seus palcos mais de 2 mil pessoas renomadas de diferentes áreas, como Marina Silva, Alex Atala, Monique Evelle, David Schurmann, Regina Casé, Djamila Ribeiro, Pedro Paulo Diniz, Max Fercondini, Camila Coutinho, Alok, Rony Meisler, Dona Onete, entre muitos outros.

E para produzir conteúdos que façam a diferença na sociedade, a edição 2021 do Path traz, mais uma vez, um time de peso: especialistas de cada ODS, lideranças de povos tradicionais e instituições sociais.

“Estamos convocando um time de parceiros e profissionais engajados e com ideias inovadoras, de diversas áreas, para ajudar a dar luz a assuntos como saúde e bem-estar, meio ambiente, democracia, consumo consciente, alimento, energia limpa, empoderamento social, econômico, turismo, ciência e povos tradicionais”, explica Fabio Seixas.

Entre os convidados já confirmados estão Kaká Werá, Karina Oliani, Gustavo Montezano, Nina Silva, Mariana Ferrão, Ana Fontes, Fê Cortez, Edu Lyra, Marko Brajovik, Kênia Maria, Ailton Krenak, Patricia Tavares, Irina Bulara, João Farkas, Xexeu Tripoli, Tia Dag, Marquito Abreu e Vivi Duarte.

Path e Vida Simples

Assim como o Path, a Vida Simples tem como propósito inspirar as pessoas na busca por algo que faça sentido para si, promovendo um bem-estar maior para o mundo. Por isso, nosso time de colaboradores também vai participar deste grande momento de transformação.

A editora chefe Débora Zanelato será mediadora da mesa redonda sobre Regeneração e sustentabilidade, que terá como convidadas Simone Bazarian e Érika Gartner.

Na mesa redonda sobre Tecnologia a Favor da Natureza, o nosso gerente de Experiência do Cliente, Philippe de Almeida será o mediador e entre os convidados, nosso colunista Fabio Gandour, Michell Zappa e Iza Dezon.

Para mediar a conversa sobre Greenfluencer e Impacto Socioambiental, a Publisher e co-CEO de Vida Simples Luciana Pianaro. E entre as convidadas, Camilla Marinho e Domitila Barros, a nossa embaixadora do pilar Transformar.

O legado na Amazônia

Do festival, espera-se muitas iniciativas em prol do nosso planeta, e que o tema continue sendo debatido e comentado com a atenção e urgência que merece.

De concreto, o Path Amazônia irá incentivar a construção de uma escola, que será doada pelo evento à Fundação Almerinda Malaquias. A escola, que tem o projeto assinado pelo arquiteto Marko Brajovic, vai atender a população ribeirinha, impactando 50 comunidades com melhorias em infraestrutura e ofertas pedagógicas. Brajovic é especialista em construções sustentáveis e representante brasileiro na Bienal de Arquitetura de Veneza deste ano.

Inicialmente planejado para ser transmitido de um navio na Amazônia, porém por conta do agravamento da variante delta e por recomendações das autoridades locais o Path será 100% online, impactando milhões de pessoas.

Muitos conteúdos seguem sendo produzidos também na Amazônia onde serão gravados em formas de palestras, documentários, podcasts e mais.

Ingresso colaborativo

O evento terá um novo formato na cobrança de ingresso. A organização vai sugerir um preço, mas cada um que fizer sua inscrição poderá contribuir com o valor que desejar ou assistir gratuitamente.

Para garantir o acesso à plataforma é preciso se inscrever no site do Festival Path.   


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 238, dezembro de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*