Era uma vez uma garota

  • TEXTO Gisela Garcia
  • DATA: 10/01/2021

Em seu primeiro documentário, a cineasta Izabella Franceschi conta a história da advogada que se reinventou na música

 


Quem disse que na vida precisamos seguir apenas um caminho?

A cineasta curitibana Izabella Franceschi mostra em seu primeiro documentário que é possível encontrar novos rumos e se redescobrir.

Lançado em 2019, o curta Era uma vez uma garota conta a história de Priscila Lacerda, uma professora de Direito que descobre a música aos 37 anos e, a partir disso reescreve a sua trajetória.

“Quando a Bella disse que queria fazer um documentário comigo eu achei legal ela achar a minha mudança de vida interessante poder dividir isso com outras pessoas pode ser bacana, afinal a vida é cheia de ciclos e descobertas.”

Curiosamente, Izabella e Priscila são amigas há muito tempo e nem imaginavam que um dia estariam lado a lado estreando um documentário que mostra a mudança da vida de uma e que marca as mudanças na vida da outra.

“Eu nunca imaginei que seria capaz de dirigir um filme. Essa guinada na minha história profissional é algo muito empolgante. Quando reencontrei a Pri, e vi toda essa mudança na vida dela pensei, tenho que contar pra mais gente o quanto podemos ser felizes se fizermos aquilo que o coração fala.”

O documentário foi exibido no o Mimo Festival de Cinema em São Paulo, na sala Lima Barreto, do Centro Cultural São Paulo.


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 227, janeiro de 2020 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*