CALEIDOSCOPIO – Projeto de transformação social apresenta coleção no SPFW

  • TEXTO Horácio "Toco" Coutinho - @horaciotoco
  • DATA: 03/11/2020

Roupas para o desfile no São Paulo Fashion Week foram desenvolvidas através da fusão do crochê com resíduos têxteis e peças reaproveitadas.

Desde 2015 o projeto Ponto Firme oferece formação técnica em crochê para sentenciados da Penitenciária Desembargador Adriano Marrey, em Guarulhos (SP). Eles confeccionam tapeçarias, toalhas, redes, almofadas, amigurumi, roupas, acessórios, joias e o que mais a criatividade permitir.

Ao final de cada módulo, com duração de seis meses, os alunos recebem um certificado de conclusão. Mais de 120 alunos já passaram pelo projeto. Os trabalhos realizados pelos alunos já foram expostos na SP-Arte, Pinacoteca de São Paulo, SPFW e até em Nova York.

Neste ano, por conta da pandemia, as aulas foram suspensas, mas um grupo de participantes saídos da iniciativa, representam o projeto, que participa pela terceira vez do São Paulo Fashion Week.

O evento de moda será apresentado num formato totalmente digital nesta edição.

Além da sustentabilidade social a coleção vai  mostrar um outro viés que é o ‘antidesperdício’

“Estamos desenvolvendo uma coleção com resíduos têxteis e peças reaproveitadas da marca NK Store, misturados ao crochê trabalhado em diferentes composições e texturas. Usamos ainda os fios da Círculo S/A, que é parceira do projeto desde o início.”, comenta Gustavo Silvestre, estilista responsável pela coleção e pelo Projeto Ponto Firme.

Com a entrada no presídio bloqueada desde o início da quarentena, a coleção apresentada nesta edição do SPFW foi desenvolvida com os egressos Anderson Figueiredo, Anderson Joaquim e Thiago Araújo, que mostram como a atividade continua impactando positivamente suas vidas e de suas respectivas famílias.

As roupas foram confeccionadas pelo time em suas casas, e esse processo foi registrado em um vídeo que será divulgado juntamente com a coleção no dia do desfile, marcado para 5 de novembro. O vídeo conta como o ciclo de vida de uma roupa pode ser eterno e tem a direção de Laura Artigas, direção de arte de Karlla Girotto e direção de fotografia de Danilo Sorrino.

O material aprensentando o making of da coleção e o desfile completo serão transmitidos nas plataformas digitais e oficiais do SPFW.

Outra novidade neste ano é que as peças desta coleção serão colocadas à venda nas lojas da NK Store.

“Diferente das últimas coleções, que as roupas não podiam ser comercializadas por serem desenvolvidas pelos detentos e envolverem questões burocráticas e legais – O Ponto Firme é registrado pela Administração Penitenciária como um projeto educacional – agora é a grande oportunidade de as pessoas poderem adquirir uma peça feita pelo Projeto Ponto Firme, da coleção apresentada no São Paulo Fashion Week”, comemora Gustavo.

Coleção Eclipse + constelações e jangadas

A coleção foi inspirada nas relações de imagem entre eclipse, constelações e jangadas.

O eclipse é uma referência à potência de dois astros, as suas luzes e também as suas sombras. A palavra eclipse também é usada em navegações e significa intervalo entre luz e escuridão, num farol de navegação. A coleção pode ser entendida a partir destes conceitos.

“A mensagem que queremos passar é a construção de peças lindas, com muito significado, no meio desse caos que estamos vivendo. Vamos mostrar roupas com “alma”, cujo processo de confecção fez a diferença na vida de várias famílias e também no meio ambiente, já que estamos empregando crochê em peças ressignificadas e resíduos têxteis”, completa Gustavo.


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 225, novembro de 2020 ASSINAR
COMPRAR A EDIÇÃO

NESTA EDIÇÃO

Quando entendemos o que nos move, fica mais fácil atravessar períodos difíceis e realizar aquilo que se deseja verdadeiramente



TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*