Você sabe o que é um sabático?

  • TEXTO Hugo Baraúna
  • FOTOGRAFIA Matthew Feeney (Unsplash)
  • DATA: 31/07/2021

Longe do conceito de férias, o sabático é um período de regeneração e transformação.

Na virada de 2019 para 2020, decidi que iniciaria um período sabático. Essa decisão veio logo após o término de um grande ciclo da minha vida profissional: depois de 11 anos da sua fundação, decidi vender minha empresa. Foi algo muito bom. Mas, de repente, eu me vi sem aquilo que me dava um grande sentido de vida. Fiquei sem aquele lugar de onde vinha muito da minha sensação de autorrealização e felicidade. Mas nem tudo é para sempre na vida. Se nem a vida é para sempre, quanto mais um emprego ou até a nossa própria empresa. Após a venda, eu não sabia qual seria o novo capítulo. Então resolvi iniciar um sabático. Peguei minhas economias e me dei de presente nove meses. Um investimento em mim mesmo. Em 7 de março de 2020 comecei o sabático.

Mas logo vieram perguntas, inquietações, sentimentos agradáveis e desagradáveis, aprendizados, entre outras coisas. Uma das primeiras perguntas que eu me fiz foi: “o que é um sabático?”. Qual é a primeira ideia que vem na sua cabeça quando você pensa em sabático? Viajar pelo mundo? Ficar de boa? Lazer o dia inteiro? Essas são algumas das primeiras imagens que uma pessoa tem sobre um sabático. Porém, não era isso que eu estava buscando. Desde o começo eu tinha claro: “não estou tirando um sabático para ficar de férias”. Férias e sabático não são necessariamente a mesma coisa. Então fui buscar entender o que seria um sabático.

Tempo de aprimoramento

Um dos usos do termo “sabático” acontece no mundo acadêmico. Em algumas universidades, a cada seis anos de trabalho, o professor tem direito a um ano de licença. A ideia é que ele use esse tempo para o seu autodesenvolvimento. Ele pode fazer uma especialização em outras universidades ou centros de estudos, pode escrever um livro.

criativa

Businessmen pointing to arrows and business growth graphs on a modern virtual interface on global network, Banking, Stock market and currency exchange.

Outra origem do termo vem da cultura judaica. O sabático seria o sétimo ano do ciclo de sete anos da agricultura, um tempo para o descanso da terra. Essa ideia de descanso da terra fez sentido para mim. Principalmente, a ideia do descanso como um período de regeneração. Às vezes, um organismo precisa de um tempo para se regenerar para depois voltar a produzir. E, às vezes, depois de um período de regeneração, você não volta a ser o mesmo que era antes, você se transforma.

Sabático como um período de regeneração e transformação foi o que fez mais sentido para mim. Essa perspectiva se solidificou enquanto eu lia o livro O Tempo da Felicidade: Um sabático para repensar a vida, priorizar seus objetivos e se renovar” (HarperCollins Brasil), de Flora Victoria. Esse livro tem algumas metáforas interessantes sobre esse processo de transição. Ele fala por exemplo de uma cobra, que de tempos em tempos precisa naturalmente trocar de pele. Fala também da lagarta, que passa um período “parado” em transformação, para depois se tornar uma borboleta.

Então cheguei no significado do que seria o sabático para mim. Não seria um período para ficar de férias nem focar em lazer. Mas sim, um período de regeneração e transformação. Mesmo sem saber no que eu iria me transformar.


HUGO BARAÚNA é empreendedor de software há mais de 10 anos, tem um MBA e uma especialização em psicologia positiva.


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 236, outubro de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*