A busca pelas maravilhas do espírito humano

  • TEXTO Gisela Garcia
  • FOTOGRAFIA Adriano Hultmann
  • DATA: 29/01/2021

Na mostra “Retratos de Umbanda”, as lentes do fotógrafo Adriano Hultmann são dominadas pela simbologia, mitologia e práticas rituais da Umbanda

Adriano Hultmann
Retratos de Umbanda
« de 20 »

Foi quando compreendeu sua própria existência que Adriano Hultmann desenvolveu um interesse pela vida em todas as suas manifestações, inclusive as mais sutis e, nem sempre visíveis, espirituais.

Nascido em Curitiba, Adriano morou em Nova York por metade de sua vida. Após cursar o Mestrado em Fotografia pela School of Visual Arts / NY, exibiu seu trabalho em diversas exposições em Nova York e no Brasil.  “Estou sempre inspirado, em uma busca incessante por documentar as maravilhas intangíveis e invisíveis do espírito humano”, diz o fotógrafo.

“Retratos da Umbanda” surge dessa busca. É uma imersão fotográfica na religião Umbanda, que é uma fusão mística das tradições africanas com o catolicismo romano, o espiritismo, o candomblé e as filosofias orientais.

A Umbanda foi fundada no início dos anos 1900 no Rio de Janeiro e se espalhou rapidamente pelo Brasil. Foi liderada por uma classe de descendentes africanos marginalizados que, na época, não tinha um canal para expressar sua crença e fé.

A religião cresceu, transcendeu classes, e hoje soma cerca de 400 mil umbandistas e várias dezenas de milhares de terreiros, que é onde acontecem os ritos.

“Minha intenção é difundir a cultura Umbanda para aqueles que em algum momento a difamaram por falta de aproximação e também para os que a desconhecem por completo”, diz Hultmann.

O projeto expõe imagens que além de encantarem por sua beleza estética, revelam a sensibilidade na interação e na harmonia entre homem com a natureza, resgatando sua ancestralidade e partilhando de um sagrado que dignifica e respeita.

“Estas fotos são uma homenagem ao amor, luz e força expressados pelos Orixás e por todos aqueles que sustentam os terreiros de Umbanda em todo o Brasil”, finaliza Adriano Hultmann.


Você pode ver outras séries do fotógrafo Adriano Hultmann nas seguintes contas de Instagram:

@nap4me

@adrh11

@cuca_x


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 238, dezembro de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*