Quando o sono não vem

  • TEXTO Luciana Fuoco
  • DATA: 03/10/2020

Você sabia que dormir é uma forma de alimentar o seu corpo? É durante o sono que o organismo repõe as energias, revigora o corpo e a mente e nos regula para uma nova jornada

 

Dormir deveria ser sagrado. Após um longo dia, descansar o corpo e mente é fundamental para manutenção de uma boa saúde. Durante o sono, restauramos nosso corpo físico e restabelecemos nossa vitalidade. Para a Antroposofia, quando esta alternância não se completa, há um adormecer de nossa vontade, durante a vigília, que faz com que não consigamos estar presentes nos afazeres da vida.

Ana Claudia Chaguri Lopes, médica homeopata orientada pela Medicina Antroposófica, explica que quando temos dificuldades em ter uma boa noite de sono também acabamos por ficar mal despertos, durante o dia. “Nossa vida, quando saudável, é rítmica. Esta alternância entre o estado de vigília e o sono é fundamental para uma vida saudável, pois, quando estamos despertos, vivenciamos nossos sentimentos, temos percepções e podemos manifestar nossa vontade e individualidade”, afirma. 

ASSINE A VIDA SIMPLES

Tempos incertos

Em cenários difíceis como o que estamos vivendo, entregar-se aos braços de Morfeu tem sido tarefa árdua para muitos de nós. Até mesmo para aqueles que sempre dormiram muito bem.

É o caso da jornalista e escritora Cinthia Dalpino, que nunca soube o que era ter uma noite mal dormida até que o isolamento social chegou. Fechada em casa com suas duas filhas, Aurora e Eva, ela acordava no meio da noite com o coração disparado e uma sensação de pânico e não conseguia mais dormir. “Isso começou a se repetir e eu me levantava no meio da noite para andar ou correr, como uma tentativa de fazer aquela sensação ir embora”, conta. 

A princípio, Cinthia não sabia, mas ela estava sofrendo de crises fortíssimas de ansiedade. De repente, esses episódios angustiantes começaram a acontecer durante o dia e ela resolveu buscar ajuda. “Decidi procurar uma psiquiatra antroposófica para resolver a questão das crises de ansiedade, entender o que de fato estava acontecendo comigo e agir na questão e não apenas remediar a ansiedade”, completa.

Para complementar os medicamentos prescritos pela psiquiatra antroposófica para tratar a ansiedade, ela indicou o Ansiodoron*, da Weleda, para cuidar da insônia instalada em decorrência dos quadros de ansiedade. Esse fitoterápico para dormir, formulado a partir de ingredientes naturais, como Avena sativa, Passiflora alata e Valeriana officinalis, age nos sistemas metabólico, neuro-sensorial e rítmico, proporcionando relaxamento, melhorando a taxa respiratória e induzindo o sono.

No primeiro dia em que tomou o Ansiodoron*, a escritora sentiu muito sono. Como havia tomado durante o dia, decidiu mudar o horário de ingestão para o período da noite. “Comecei a tomar antes de ir deitar e dormia sem perceber. Quando acordava no meio da noite, eu tomava mais um comprimido. Isso fazia com que eu conseguisse dormir a noite toda. Na época, eu estava com dois problemas: o primeiro era não conseguir dormir e o segundo é que meu ombro estava tenso ao ficar ali tentando dormir. Com o Ansiodoron* eu relaxava e conseguia dormir”, explica. 

Fabricio Dias, médico consultor da Weleda, marca de cosméticos e medicamentos naturais, explica que o caminho percorrido por Cinthia foi o mais correto: “Usar o Ansiodoron* para o alívio da insônia, causada pela ansiedade, ajudou não apenas para que ela pudesse voltar a dormir, mas também a proporcionar o relaxamento necessário para diminuir a tensão muscular que ela estava sofrendo por não dormir. E, em paralelo, ela foi em busca do tratamento para a causa de sua insônia, que é a ansiedade. Nós não somos só matéria. O ser humano é corpo, mente e espírito, buscar a causa dos problemas e não apenas tratar seus sintomas é fundamental”.

ASSINE A VIDA SIMPLES

insonia

Cinthia sempre usou medicamentos naturais porque é muito sensível a medicamentos alopáticos e não faz uso deles há pelo menos dez anos, principalmente por causa dos efeitos colaterais. Sua busca por uma psiquiatra antroposófica foi motivada pelo desejo não de apenas dormir bem, mas porque sentia a necessidade de ser orientada por uma profissional que pudesse entender o que estava se passando com ela, ao invés de apenas medicá-la. “O Ansiodoron* ainda anda comigo porque sei que ele me ajuda com a insônia quando tenho um período de grande ansiedade, mas, com o tratamento, as crises diminuíram, já me sinto mais segura e tenho dormido melhor”, conta aliviada a escritora, que também incluiu exercícios físicos em sua rotina.

A médica Ana Claudia Chaguri Lopes atesta que o caminho percorrido por Cinthia foi acertado. “A insônia pode ter várias causas e são elas que devem ser investigadas detalhadamente pelo médico antroposófico. Para alguns casos, o Ansiodoron* pode auxiliar, pois é composto por tinturas dinamizadas de plantas que nos ajudam a relaxar, mas as causas mais profundas, que estão relacionadas às experiências de cada indivíduo, devem ser investigadas e tratadas para que haja realmente a mudança do padrão do sono”, enfatiza.

ASSINE A VIDA SIMPLES

Tenha bons sonhos

Para que uma boa noite de sono se estabeleça, é preciso que algumas práticas façam parte da rotina, como a alimentação saudável e a prática de exercícios físicos. Isso porque eles ajudam o organismo a se manter saudável, produzindo todos os hormônios nos níveis necessários, como a melatonina, que é responsável por organizar o ciclo circadiano do corpo, avisando os órgãos e tecidos que o sono se iniciou.

Outro ponto importante é estar atento aos sinais de seu próprio corpo. Perceba-se. Quando estamos atentos, conseguimos entender de quanto tempo nosso organismo precisa para acordar renovado. Assim, estabeleça um horário para se deitar e se levantar todos os dias – inclusive aos fins de semana.

Agora, a dica de ouro para noites bem dormidas é: desligue os eletrônicos. Em um mundo cada vez mais conectado – ainda mais nesse momento social, marcado pelo distanciamento, em que o universo virtual tem nos aproximado de nossos afetos – desligar o celular tem sido tarefa árdua. Porém, esforce-se pelo bem de sua saúde. Duas horas antes de dormir, tente ficar afastado de celular, computador e televisão. As luzes emitidas por tais aparelhos suprimem a produção da melatonina, aquele hormônio importante para o sono. 

Separe essas horas antes de se deitar para tomar um chá, meditar, fazer uma automassagem ou ler um livro. Preparar o corpo e a mente para o descanso é fundamental para que ele, de fato, venha.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Esse conteúdo foi produzido pela Vida Simples em parceria com a Weleda.

*ANSIODORON – Passiflora alata D1 + Valeriana officinalis D1 + Avena sativa D1. USO ORAL – USO ADULTO E PEDIÁTRICO. MS 1.0061.0092. INDICAÇÕES: Indicado no tratamento auxiliar da insônia e ansiedade1. CONTRAINDICAÇÕES: Ansiodoron é contraindicado para pessoas com hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Este medicamento CONTÉM LACTOSE. ANSIODORON É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. Registrado por: Weleda do Brasil Laboratório e Farmácia Ltda – R. Brigadeiro Henrique Fontenelle, 33, São Paulo / SP – CNPJ: 56.992.217/0001-80. Indústria Brasileira. SAC 0800 55 32 66. Referência: 1.Bula do produto. Data de veiculação: 05/2020.

 


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 238, dezembro de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*