Os 10 piores hábitos da vida contemporânea

  • TEXTO Matheus Macêdo
  • DATA: 14/01/2021

Nossos hábitos dirigem as nossas vidas e tomar consciência disso pode ser o primeiro passo em direção a uma vida mais saudável

Você acorda de manhã, depois de apertar o soneca três vezes. Levanta da cama (do seu lado da cama), vai ao banheiro, lava o rosto, pega sua escova de dentes (que eu torço aqui que seja de bambu) e aplica nas cerdas uma quantidade, a mesma de sempre, de pasta de dente. Talvez não seja exatamente assim, mas deve ser mais ou menos isso, né?

Você já parou para perceber como nossa vida é regida por hábitos? Atos praticamente automáticos que repetimos desde sempre, sem pensar duas vezes sobre sua utilidade ou efeito na nossa saúde.

Os hábitos de todos os dias têm o poder de definir uma existência inteira. Um seguidor do Vida Veda perguntou quais são os 10 piores hábitos que uma pessoa pode ter. Compartilho a resposta em forma de lista, nesse ranking que merece atenção das pessoas que se preocupam em levar uma vida mais ativa, feliz e saudável.

ASSINE A VIDA SIMPLES

1 – Comer sem fome

Sem dúvida, para mim o pior hábito é o de comer sem ter fome. A comida é ingerida por costume social, horário inflexível de trabalho ou mesmo por prazer, tensão ou tédio.

Nenhuma dessas razões devia ser suficiente para colocar um alimento na boca. Se você está comendo sem fome ou se nunca nem parou para pensar sobre isso, provavelmente está caindo nessa armadilha.

2- Comer demais

Às vezes você paga x reais por um rodízio e por isso acha que precisa comer até não aguentar mais para “ficar na vantagem”. Ou então vem aquela lembrança da sua mãe dizendo que você só pode levantar da mesa quando não restar nem um grão de comida no prato.

ASSINE A VIDA SIMPLES

Se o seu estômago falasse, ou melhor, se você desse atenção a esse amigo, nessa hora ia ouvir ele discordando enfaticamente de você e da sua mãe. Afinal, ele é que vai ter que lidar com os seus excessos.

3 – Comer com muita frequência

O Sushruta Samhita, livro clássico ayurvédico de 2 mil anos atrás, diz que uma pessoa doente devia comer uma vez por dia e uma pessoa saudável duas vezes por dia.

Por mais que o jejum não seja muito frequente na civilização ocidental, o corpo humano é muito bem adaptado para essa prática do ponto de vista biológico. Claro que não estou falando que você precisa jejuar. Mas dar uma trégua para seu organismo dizer qual é a frequência exata com que sente fome pode ser bastante interessante e até revolucionário.

ASSINE A VIDA SIMPLES

4 – Consumo de alimentos processados

Hoje, engenheiros se encarregam de desenhar alimentos processados, cheios de substâncias que nem sabemos o nome, para um consumo imediato, fácil, rápido – e potencialmente tão danoso quanto uma bomba no seu organismo!

O Guia Alimentar Para a População Brasileira elenca entre as suas recomendações “fazer de alimentos naturais a base da alimentação”. Natural é sem aditivos, sem preservantes, sem listas enormes de “ingredientes”. Nem precisava apelar para os textos clássicos milenares do Ayurveda, pois temos recomendações maravilhosas, baseadas no melhor que existe de ciência da nutrição moderna. Tudo isso ao nosso alcance.

5 – Sedentarismo

O ser humano foi feito para se movimentar todos os dias. Movimento é vida! Melhor ainda quando a gente consegue fazer isso de uma forma divertida. Se você mora em prédio, use as escadas. Tem crianças pequenas na família? Programe uma tarde para gastar energia com elas. Tem gente que pega carro até para buscar pão na padaria da esquina. Não seja esse tipo de pessoa e colha os frutos de uma vida com mais movimento.

6 – Sono ruim

Um bom sono é fundamental, não adianta ter outros itens em dia e abrir mão no sono, dormindo mal ou dormindo pouco. É necessário saber quanto tempo de sono você precisa para acordar cheio de energia e encarar a vida de frente.

Talvez você acorde muito cedo e durma tarde, talvez desperte muitas vezes durante o sono ou durma junto com uma pessoa que se mexe demais. Cada uma dessas situações são oportunidades de buscar melhor esse pilar da sua saúde.

7 – Uso excessivo de equipamentos eletrônicos

Você é daqueles que dorme com o celular na cara e já acorda com a sensação de que tá atrasado, de tantas mensagens que tem para responder?

ASSINE A VIDA SIMPLES

Pois bem, saiba que, se não criar algumas janelas de tempo sem esses equipamentos, a tendência é que fique cansado e desgastado mesmo. Essas janelas podem ser não pegar no celular uma hora antes de dormir, aguardar uma hora ao acordar, de manhã, antes de checar os e-mail e as últimas novidades do Instagram. Esse momento de jejum digital pode ser uma ótima oportunidade para ler um livro, fazer um alongamento, meditar ou qualquer outra atividade que não envolva as luzes brancas e azuis das telinhas e telonas.

8 – Barulho constante

Me diz uma coisa: quanto de ruído você tolera na sua vida? Já parou para escutar? Sugiro que faça isso agora, mesmo que por apenas dois minutos. Sério, experimenta.

A gente mal se dá conta de quanta poluição auditiva permeia nossas vidas e não tenha dúvidas de que esse tipo de exposição contínua gera efeitos negativos para a sua saúde. Recomendo avaliar o seu tipo de exposição a ruídos indesejáveis e verificar que medidas pode tomar para preservar sua mente desse tipo de influência.

ASSINE A VIDA SIMPLES

9 – Viver constantemente no passado

O apego com acontecimentos do passado é fonte infinita de tristeza, insatisfação, mágoa e rancor. O passado pode ser muito útil quando a gente considera o que aprendeu como referência para processar novas informações de forma fresquinha, renovada, proativa e inteligente, conseguindo interagir melhor com outras pessoas.

Da mesma forma que a gente usa técnicas variadas para limpar o armário e a casa daquilo que não nos traz felicidade, recomendo que você avalie se sua mente e sua vida não estão entulhadas de referências antigas que já não cumprem qualquer função positiva. O mantra aqui é desapegar.

10 – Viver no futuro

Se você vive de lembranças e expectativas, pode estar alimentando em sua cabeça diálogos e fatos que talvez nunca nem aconteçam.

ASSINE A VIDA SIMPLES

Usar o futuro como parâmetro para orientar a vida presente é possível e desejável, mas não pode virar obsessão. Uma pessoa que vive pulando da lembrança do passado para o planejamento do futuro esquece de onde está.

Estar no momento presente é se dirigir para um dos pilares da vida saudável: o silêncio. Ao silenciar o verbo e o corpo estabelecemos uma conexão honesta com nós mesmos e com o aqui e agora.


Sou Matheus Macêdo, primeiro brasileiro a se formar em medicina na Índia com especialidade em Ayurveda no curso chamado BAMS (Bachelor in Ayurveda, Medicine and Surgery). Vivi na Índia quase 7 anos e de lá tive a honra de criar o Vida Veda, um empresa social dedicada a divulgar o conhecimento ayurvédico em língua portuguesa.

Nasci no Rio de Janeiro e hoje moro em Guimarães, Portugal, e percorro o mundo dando palestras sobre Ayurveda e medicina integrativa. Como também sou um estudante da vida, fico sempre atento a essa lista dos 10 piores hábitos e sempre que caio em um deles, respiro fundo e, como dizia minha mãe, levanto para cair de novo.

Muito obrigado pela leitura e até a próxima semana!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 233, julho de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*