Design social | Paula Dib

  • TEXTO Rodrigo V. Cunha
  • FOTOGRAFIA VICTOR AFFARO | REVISTA FAAP
  • DATA: 24/07/2021

Neste episódio da série Humanos de Negócios, Rodrigo V. Cunha conta o que aprendeu com Paula Dib.

Era primavera de 2002, mais um dia clássico invernal em Londres, cinza e frio. Paula Dib, filha de pai árabe e mãe mineira, uma paulistana loira, de olhos verdes, fala doce e extremamente tranquila, tinha se mudado há alguns meses para a cidade, explorando as possibilidades de início de carreira, após se formar em design industrial na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), em São Paulo. Atendendo a um pedido não usual do chefe para chegar cedo, pulou da cama, colocou um sobretudo de lã e pegou o ônibus na estação Clapham Junction, onde morava, a caminho do Blue Bird, um restaurante badalado em South Kensington, onde trabalhava como hostess.

Terrorismo

Ao chegar, tomou um susto enorme. Na sala onde a equipe se reunia antes de começar o dia, encontrou os colegas sentados, com a cabeça baixa, em meio a muitos policiais. Assim que entrou, foi puxada por um desses agentes, que disparou uma série de perguntas: “Quando você começou a trabalhar aqui? Quando você chegou à Inglaterra?”. Aos poucos, Paula começou a entender o que estava acontecendo. No Blue Bird, aquela era uma missão antiterrorista e visava o local porque ali havia muitos trabalhadores de descendência árabe. Menos de um ano antes, as Torres Gêmeas tinham sido derrubadas em Nova York e o mundo ainda estava apreensivo com o terrorismo. Londres, uma cidade extremamente multicultural e cosmopolita, é sempre um possível alvo nesses momentos, e o sobrenome árabe naturalmente fez de Paula uma suspeita.

Foi levada, com outros trabalhadores, para a delegacia. Todos algemados, à exceção dela, por uma característica importante de sua vida — ela nasceu sem o antebraço esquerdo…


 Sobre o livro

Quem são aqueles que estão hoje à frente do movimento de transformação da economia no mundo? Quais foram as escolhas feitas em suas vidas e trajetórias profissionais que os colocaram nessa jornada? Suas referências? Lembranças que trazem da infância e que moldam o que eles são hoje? Afinal, quem são os humanos por trás dos homens e mulheres que conhecemos de revistas, livros, palestras e cases de negócios? O jornalista Rodrigo V. Cunha relata as trajetórias percorridas por 27 homens e mulheres — líderes, empreendedores, inovadores e questionadores —, cujas histórias foram captadas em conversas e entrevistas com o autor.


Para adquirir o livro ou saber mais sobre o projeto acesse  Humanos de Negócios. A Editora Voo fez um cupom de desconto para os leitores de Vida Simples. Comprando o livro pelo site da editora e usando o cupom vidasimples, os leitores têm direito a 10% de desconto no livro.


A série Humanos de Negócios, por Rodrigo V. Cunha, é publicada quinzenalmente aos sábados.


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 235, setembro de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*