Chás que curam

  • TEXTO Nara Siqueira
  • DATA: 08/05/2020

Como o processo de infusões artesanais pode nos ajudar a resgatar as histórias de nossos antepassados e a entender mais sobre nós mesmos; veja ao final uma receita de chá que acalma

 

“O que para uns não passa de uma mistura de água quente e ervas ou de “catar uns matos” e colocar tudo no mesmo pote, para mim é a alquimia entre o ontem, o hoje e o futuro que me leva a cumprir propósitos dessa e de outras vidas”. Foi assim que Flávia e Silva Barbosa me explicou o porquê acredita que criar chás faz parte de sua missão no mundo.

Há quatro anos, ela saiu de Ribeirão Preto, no interior do estado de São Paulo, e partiu para a capital paulista em busca de aprendizados sobre o universo dos chás. Depois de dois anos trabalhando em uma grande rede de lojas do ramo, ela deixou que a coragem tomasse proporções maiores que as do medo e deu início à Capins da Terra, sua própria marca de infusões artesanais. 

ASSINE A VIDA SIMPLES

O fio condutor de toda essa história é a vontade de, por meio do resgate da nossa ancestralidade e de seus saberes, guiar as pessoas em uma jornada de autoconhecimento. “Fazer chá não é um processo técnico de colocar água para ferver e acrescentar algumas ervas. Se você se propõe a estar inteiramente presente nesse momento, perceberá que ele é um convite à introspecção”, diz ela. Isso porque, embora haja registros escritos sobre épocas passadas, as tradições que envolvem as ervas naturais são passadas de geração em geração pela oralidade. Basta lembrar o vasto repertório de receitas caseiras que nossas avós tinham para cada uma das enfermidades que nos acometiam. “É a medicina de terreiro, indígena, dos povos originários”, afirma a empreendedora. 

Ingredientes do bem

A partir daí, é como desenrolar um novelo de lã: sabendo onde começamos, fica mais fácil entender o caminho que nos fez chegar até aqui. Por isso, processos artesanais estão tão aliados às jornadas de autoconhecimento. 

Outro benefício do preparo de chás em casa é a possibilidade de aproveitar ao máximo as propriedades medicinais de cada erva. Com uma escuta atenta do nosso corpo (consequência da nossa conexão com nós mesmos), conseguimos atender às suas necessidades de forma natural. Para dias mais tensos, em que cada músculo dói, a combinação de melissa e camomila pode ser restauradora. Para os momentos nos quais a respiração está comprometida, vale tentar uma mistura de capim-santo, hortelã e pimenta rosa. 

ingredientes chá que acalma

Sinta-se à vontade para ir testando combinações e ver qual agrada mais os seus sentidos: paladar, olfato, tato… Flávia explica que todas essas ervas têm propriedades anti-inflamatórias que combatem dores musculares, agem no sistema nervoso, melhorando a qualidade do sono e proporcionando relaxamento, e são benéficas também para o sistema respiratório. Além disso, são antioxidantes naturais, o que faz com que as células de defesa do nosso corpo fiquem mais fortes e saudáveis, melhorando a imunidade. 

  • Melissa (antidepressiva, anti-inflamatória, antioxidante, expectorante)
  • Camomila (expectorante, melhora a ansiedade, relaxante, tônico mental)
  • Anis (age no sistema nervoso melhorando a qualidade do sono)
  • Limão (anti-inflamatório, desintoxicante, expectorante) 
  • Laranja (desintoxicante, tônica, antidepressiva, tranquilizante, anti-inflamatória) 
  • Capim-Santo (sedativo, antialérgico, expectorante, relaxante)
  • Hortelã (antiviral, anti-inflamatória, expectorante)
  • Pimenta Rosa (antioxidante, broncodilatadora)
  • Cardamomo (anti-inflamatório, expectorante, calmante)

Receita de chá que acalma

Agora, é hora de ir para a cozinha. “Use esse tempo para desacelerar, se conectar com você, seus antepassados e com a Terra-mãe. É uma pausa que convida ao autocuidado”, sugere Flávia.

  • Ingredientes:

1 colher de sopa de melissa picada

1/2 colher de sopa rasa de camomila

1 colher de chá de pimenta rosa

3 sementes de cardamomo

2 rodelas de laranja (se for fresca, colocar após a infusão. Se for seca, infusionar junto) ou 1 colher de chá de cascas de laranja em cubos.

  • Modo de preparo do chá que acalma:

Aqueça 400 ml de água até o ponto de fervura, ou seja, 100ºC. Desligue o fogo, coloque as ervas, tampe e aguarde de 6 a 9 minutos. Depois, é só coar e servir. Lembre-se: esse é o seu momento. Encontre dez minutinhos todos os dias para se fazer esse carinho. É possível – e, ainda mais nestes tempos, necessário. 

Capins da Terra

Chás artesanais e banhos energéticos

Instagram: @capinsdaterra


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 221, julho de 2020 ASSINAR
COMPRAR A EDIÇÃO

NESTA EDIÇÃO

Ao olhar para nossas emoções, compreendemos que a estabilidade é um empenho permanente. O caminho para harmonia surge quando estamos bem com nós mesmos.



TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*