5 dicas para começar sua horta em casa

  • TEXTO Nara Siqueira
  • DATA: 04/03/2020

Plantar o próprio alimento e ter sua própria horta em casa, além de contribuir para hábitos alimentares mais saudáveis, nos coloca em contato com nossas raízes

 

Alimentar-se de forma saudável não é para ser complexo nem sofrido. Não se trata de procurar por preparos livres disso ou daquilo. É sobre fazer escolhas mais naturais, priorizando aquilo que vem da terra, ainda mais em um país de solo tão fértil como o nosso.

Certa vez, uma amiga me disse que não comia nenhum alimento cuja lista de ingredientes tivesse algum item desconhecido pela sua avó. Se ela batesse o olho no rótulo e enxergasse coisas como polidextrose, propionato de sódio, ácido sórbico, maltodextrina, imediatamente devolvia o produto à prateleira do supermercado.

ASSINE A VIDA SIMPLES

O distanciamento da cozinha nos levou a uma rotina alimentar cada vez mais industrializada e artificial, temperada com todas essas substâncias acima listadas. Temos sentido os efeitos negativos dessa substituição e é por isso que estamos resgatando o hábito do fazer caseiro.

Uma boa forma de iniciar esse movimento de resgate do natural é, literalmente, cultivando as raízes. Em parceria com a ISLA Sementes, empresa pioneira na produção de sementes na América Latina, Carol Costa, jardineira e autora do Minhas Plantas, reuniu algumas dicas para fazermos uma horta caseira com pitadas generosas de sabor e saúde.

Dicas para horta em casa

horta em casa

1 – Preparando o terreno

Primeiramente, prepare o lugar que receberá sua nova horta. Você pode começar só com um viveiro (ele é semelhante às formas de gelo, mas específico para plantio) e terra. Se preferir ir direto para o vaso, também dá certo – mas, neste caso, é preciso fazer camadas. Coloque argila expandida, cubra com areia e, por último, jogue a terra. Tome cuidado com a profundidade do vaso escolhido. Ela deve estar de acordo ao tamanho das hortaliças que serão plantadas.

2 – Mãos à terra

Terra preparada, hora de plantar! Aqui, é importante começar cavando um buraco pequeno. Se as sementes forem grandes, o ideal é ele tenha 0,5 cm. Para as menores, basta dar uma leve afundada na terra com o dedo, de forma a criar uma cavidade bem rasa. Sobre a quantidade: se você está pensando em plantar legumes como cenoura, pimentão e abóbora, três sementes são suficientes. Para plantas que colhemos em maço, como salsinha, cebolinha e coentro, a recomendação é plantar cerca de oito sementes. Se sua ideia for uma plantação de folhas pequenas,as chamadas baby leaf, pode jogar um punhado de sementes de uma só vez. Por fim, borrife com água.

3 – Alimente seu alimento

Até que as hortaliças atinjam o ponto de colheita, elas precisam ser cultivadas, ou seja, adubadas pelo menos uma vez por mês. Carol sugere húmus de minhoca, que é rico em nitrogênio, farinha de osso, cheia de fósforo e cálcio, e cinzas de carvão ou lenha, que são repletas de potássio.

ASSINE A VIDA SIMPLES

4 – Hora de comer

Depois de todo tempo e carinho dedicados à horta, chegou o momento de levá-las à cozinha e envolvê-las em preparações deliciosas. Com 15 dias de plantio, as pequenas folhosas já estão prontas para serem colhidas. Os demais legumes, como berinjela, abobrinha e pepino, levam pelo menos 45 dias para chegar ao ponto certo. No caso do tomate, da cebola e da pimenta, o tempo mínimo de espera é de 100 dias. A ordem da colheita varia de acordo com a espécie, mas costuma ser de fora para dentro e de cima para baixo. Assim, colhemos primeiro as folhas e frutos mais antigos.

5 – Experimente plantar novas espécies na sua horta em casa

Você já ouviu falar em Abobrinha Pérola Negra? E em Pimenta Iracema? É para que a gente fique cada vez mais próximo da terra, com todas as variedades de alimento que ela pode nos oferecer, que a ISLA Sementes acaba de lançar o Consultor de Sementes, uma plataforma com dicas para nos auxiliar a deixar a horta de casa cada vez mais verdinha e cheia de vida. É bem simples de usar: primeiro, você seleciona o que gostaria de plantar, como temperos, frutas, folhosas. Depois, informa qual é seu nível de experiência com essa prática – se está começando, já tem certa prática ou é profissional.

O próximo passo é dizer se está procurando por uma hortaliça mais tradicional ou se está interessado em conhecer novas espécies vegetais. A plataforma também pergunta a região em que você mora e qual é a área disponível para o plantio. Feito isso, o Sementito, mascote da marca, reúne todas essas informações para sugerir quais são as sementes que mais se encaixam no que você está procurando e nas condições das quais dispõe para cultivá-las.

Ah, e o mais importante: aproveite para se divertir ao longo do processo. A terra é muito generosa com a gente se soubermos usá-la com cuidado e carinho.


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 224, outubro de 2020 ASSINAR
COMPRAR A EDIÇÃO

NESTA EDIÇÃO

Quando enxergamos a passagem do tempo com consciência, reconhecemos que a jornada pode ser cheia de beleza em todos os anos da nossa existência



TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*