Cultive a leveza | Ouvindo Vida Simples

Nesse episódio de Ouvindo Vida Simples, Sandra San faz a leitura do texto “Cultive a leveza”, publicada na edição impressa da Vida Simples. O texto original é de Débora Gomes.

Produção de áudio: Ogro

Edição do portal: Margot Cardoso

Direção geral: Lu Pianaro e Isis de Almeida.


É possível lidar com as dificuldades da vida com mais leveza, suavidade e graça. E, de quebra, reduzir da rotina o rancor, o mau humor ou a dureza.

Era uma quarta-feira à noite. Eu estava na porta do Centro Cultural Banco do Brasil, de Belo Horizonte, aguardando um táxi para me levar ao encontro de uma amiga. Nessa espera, uma chuva de verão, dessas que caem de forma intensa, resolveu me fazer companhia. Em poucos segundos, tudo começou a me irritar: a forma da chuva cair na diagonal molhando minha roupa e meus sapatos, as pessoas que se espremiam para também se proteger dos pingos e dos raios, a demora do motorista que precisou tomar um caminho mais longo por causa do congestionamento. O que seria uma espera pequena se tornou um tormento, ao menos ali, dentro da minha cabeça.

Entre o meu emaranhado de reclamações mentais, uma senhora de uns 70 anos parou ao meu lado e pediu ajuda para se abrigar. “Eu sou muito mais jovem que minhas netas. Ah lá: só sabe reclamar ao invés de agradecer”, disse sorrindo ao apontar uma moça que seguia caminhando pela calçada à nossa frente. Naquele momento, senti meu rosto corar e os músculos do meu corpo relaxaram. E eu só conseguia pensar que, certamente, aquela senhora era também mais jovem que eu.

Às vezes, colocamos tanto peso nas coisas corriqueiras que, sem perceber, vamos nos tornando pessoas rabugentas, que já parecem ter vivido uma existência inteira entre lamúrias e dias de tempestade. Maldizemos o sol, a chuva, as estações do ano, as palavras ditas na voz do outro, e criamos uma sucessão de inimigos imaginários, que rapidamente levam embora a nossa paz e principalmente a nossa leveza…

Se você preferir pode LER o texto “Cultive a leveza“.


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 233, julho de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*