MeditaNaRua e a transformação do coletivo

  • TEXTO Giselle Godoi
  • FOTOGRAFIA javi_indy | iStock
  • DATA: 30/10/2019

MeditaNaRua: mobilização para que dezenas de pessoas pelo mundo escolham estar em silêncio no mesmo dia e horário gera impactos muito além do bem-estar dos participantes

 

É como se fosse um raio-x que torna visível a poderosa rede que conecta todos os indivíduos. Quando divulgamos a ideia do MeditaNaRua pela primeira vez no Facebook, há dois anos, o interesse em participar do movimento foi além de amigos dos amigos. Desse modo, não era possível acompanhar as conexões, pois não formavam um fluxo linear. Alguns participantes chegaram a relatar sonhos com um projeto parecido. 

O MeditaNaRua, encontro global de meditação coletiva, já esteve presente em cerca de 100 cidades, em 18 países, nos cinco continentes. Mas isso só contando os lugares registrados. 

Com uma dinâmica de teia, voluntários se cadastram para anfitriar o evento na sua cidade com todo apoio da organização, enquanto os canais do MeditaNaRua divulgam todos os locais com anfitriões pelo mundo. Sempre em espaços públicos para representar um convite aos que estiverem passando. Assim, mais pessoas podem descobrir como a meditação é uma ferramenta simples, fácil e acessível a todos. Aliás, uma das bases do movimento é ser totalmente inclusivo, a qualquer técnica, nível de experiência, idade, religião, cultura.   

Meditar juntos transforma

Uma coincidência aqui, outra ali, é assim que a gente normalmente se lembra dessa rede que vivemos. Mas, trabalhando no MeditaNaRua, tive a oportunidade de vislumbrar como essa dança ganha um ritmo cada vez que recebe nova energia para uma determinada direção. Se o responsável por receber o grupo no Rio de Janeiro não iria poder estar no dia, foi substituído por uma recifense que gostaria de ter feito o encontro em sua cidade e não fez porque estaria viajando…As histórias de conexões a partir dos nossos desejos se multiplicam.

Assim como os relatos de transformação pessoal depois do contato com o silêncio quase palpável, resultado das dezenas de pessoas meditando juntas por 20 minutos conscientes de que estão colocando foco na paz, no amor, e na união de forma exponencial. Em Brighton, Reino Unido, um morador de rua pediu para participar de olhos abertos, pois sentia que não sabia meditar. E que presente para nós. Ele contou que viu o tempo parar em tudo ao redor, no caminhar das pessoas, sons, tudo no mesmo tom.

Não importa quantas pessoas sentam em cada roda no dia e horário do encontro global do MeditaNaRua, se cinquenta, trinta, ou duas. O impacto dessa escolha coletiva pela paz extrapola as pessoas conectadas ao movimento. 

 

——

MeditaNaRua

https://www.meditanarua.com.br/

 


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 213, novembro de 2019 ASSINAR
COMPRAR A EDIÇÃO

NESTA EDIÇÃO

Como ter mais tempo: É possível se relacionar com os afazeres que lotam a agenda com menos ansiedade e mais equilíbrio e pausa na rotina



TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*