A igualdade no amor

  • 27
  • 0

Quando morava em Paris, Braden Summers começou a fotografar casais apaixonados pelas ruas da cidade, tida por muitos como a mais romântica do mundo. Foi seu namorado que sugeriu fazer uma versão gay dessa procura e, pouco depois, Summers fez uma primeira foto, em Londres. O resultado o agradou tanto que decidiu transformar isso em um projeto com casais mundo afora. All Love Is Equal (“Todo Amor é Igual”) é o resultado de seis semanas de trabalho, em seis países diferentes: Reino Unido, França, Índia, Líbano, Estados Unidos e Brasil. Summers pretende discutir nesse projeto o que é o nosso imaginário romântico. As fotos são intencionalmente posadas, e trazem referências das culturas locais das pessoas clicadas. O clichê é usado para lembrarmos do que o nome do projeto indica: o amor é sempre o mesmo. “Recebi todo tipo de resposta”, diz ele. “Centenas de pessoas me escreveram contando que choraram ao ver minhas fotos, enquanto algumas militantes lésbicas me acusaram de perpetuar padrões irreais de beleza, e até gays mais velhos agradeceram porque foi a primeira vez que se sentiram representados em um trabalho artístico”, completa. O sucesso online dos retratos garantiu uma exposição, que deve ser realizada em breve na cidade de Los Angeles.

All love is equal  – http://www.bradensummers.com/all-love-is-equal/


VEJA TAMBÉM



TAMBÉM QUERO COMENTAR

Campos obrigatórios*