Livro de memórias

  • 18
  • 108

Com o passar do tempo, a gente vai abandonando alguns hábitos e passa a adotar outros. Um bom exemplo é a fotografia: quantas fotos você tem armazenadas em seu celular? E quantas delas você chegou a imprimir? Esses questionamentos fizeram a Joanna Terin, há três anos, ter uma ideia: transformar a relação que temos com os retratos.

Capixaba de coração, carioca de alma, ela resolveu levar uns amigos do Rio para conhecer sua terra natal. Foram dias incríveis, ela conta. “Não podia deixar que todos os momentos que vivemos juntos fossem esquecidos. Queria que perdurassem com o mesmo carinho de alguma forma”. Como boa designer, ela colocou a mão na massa e confeccionou um álbum. Não um álbum de fotografias, mas sim de memórias. Entre os cliques, havia também recados, cartões, desenhos. Tudo feito por ela.

Nascia, então, a Print Love, uma empresa que transforma recordações em fotolivros. A construção do produto é feita de maneira colaborativa. Em cada página, há espaço para deixar uma anotação, escrever uma carta, borrifar um cheirinho, colocar uma flor. “O nosso trabalho é muito tátil. Estimulamos as pessoas a ganharem tempo para fazer um presente para alguém querido”, diz Joanna. Afinal, em todas as nossas lembranças há a participação do outro – e que bonito compartilhar com ele isso.

Há outra questão muito especial nessa história toda: o empreendedorismo materno. “Tudo aconteceu em 2015. Brinco que engravidei dos dois (Tom e Print Love) juntos”, conta.

O combustível de Joanna são os sorrisos – do filho, ao conseguir acompanhar mais de perto seu desenvolvimento e descobertas, o próprio, ao perceber o quão intenso é o amor que coloca na confecção de cada produto, e, claro, o dos clientes. “Cada história que passa pela nossa tela muda a nossa vida também”, admite. “É um casal que casou com 80 anos de idade, um pedido de casamento, um filhinho que nasceu, uma viagem entre amigas, uma confraria… Realizamos nosso sonho todos os dias e, de certa forma, realizamos o sonho das pessoas também”.

Por acreditar tanto na importância das recordações é que a Joanna resolveu presentear dois leitores de Vida Simples! Para participar, basta responder aqui nos comentários: para quem você imprimiria amor? E por quê?

Atenção: valerão as frases que forem enviadas até o dia 19/12/2018 às 18 horas. Uma comissão (formada por um membro da Vida Simples e outro da Print Love) selecionará os comentários mais criativos. Os presentes são um fotolivro 14x14cm e um kit de ímãs de 12 unidades. Boa sorte!

COMENTÁRIOS

  • Daniela Oliveira

    Imprimo amor para a minha amada família: meus filhos Lucca e Bento, meu esposo Giuliano. É com eles que vivo a maior parte do meu dia, é por eles que acordo sempre com um sorriso no rosto e alegria no coração…

    Responder
  • Edmeia Schavinatto

    Eu imprimiria amor a todos quanto amo, mais esse ano em especial a minha mãe. Porque ela perdeu seus pais no mês de novembro, então eu iria presenteá-la com este lindo e singelo ato de amor e carinho.

    Responder
  • Bruna

    Eu imprimiria amor para o meu noivo, para que pudéssemos sempre recordar os lugares lindos desse mundo onde já estivemos, porque entre todos os livros do mundo, as melhores histórias estão nas páginas de um álbum de fotos!

    Responder
  • Débora Kattah Stauffer

    Esse ano eu cultivei uma relação muito melhor comigo. Aprendi a aceitar minhas imperfeições (não todas, ainda estou no processo), criei coragem para viajar sozinha (e a experiência foi excelente), deixei para trás um emprego que não me fazia bem, cultivei hábitos mais saudáveis e sustentáveis, renovei o guarda roupa que já não combinava comigo… Eu imprimiria amor para mim para me incentivar a me buscar cada dia mais!

    Responder
  • Bruna

    Ah eu imprimo e continuarei a imprimir amor para meu marido e meu filho Gabriel, para que em cada foto e em cada detalhe nós possamos relembrar nosso crescimento, para que possamos olhar e reviver cada sorriso, cada instante da vida que insiste em passar tão rápido.

    Responder
  • Larissa

    Eu imprimiria amor para a minha escola de Yoga que nasceu esse ano: em 2018 ela viveu 10 meses de puro aprendizado e crescimento e me faz sair da cama todos os dias para viver a alegria de levar a boa nova do Amor e da não-violência.

    Responder
  • Lusiana Henrique

    Para o meu companheiro Jonas, que carrega estrelas nos olhos, no sorriso uma lua resplandecente e nas suas mãos traz um afeto inefável, que, não à toa, me dão motivos para admirá-lo tanto, eu imprimiria o meu amor.

    Responder
  • Luciana

    Eu imprimiria amor para o meu marido, a pessoa que me permitiu sentir o maior amor de todos, o amor de mãe.
    E a partir daí o nosso amor só cresceu. O nosso amor, o amor por eles, por nossa família, nossa casa.
    Porque o amor é assim: quanto mais damos, mais recebemos.

    Responder
  • Danielle

    Imprimiria amor à vida que Deus me deu. Portanto imprimiria tudo de belo que foi nos dado. Um pôr do sol, a lua, o céu, um animal em seu habitat natural, um casal se beijando, uma mãe dando de mamar, um filho beijando um pai. Imprimiria todos que amo nos seus melhores momentos para nunca me esquecer que o Amor é a coisa mais linda que podemos dar e receber nessa vida!

    Responder
  • Luiza

    Em um ano tão desafiador seria impossível não imprimir amor para meu filho Benjamin! Depois de sua chegada “antecipada”, imprimiria as recordações de seus primeiros meses para que num futuro ele tivesse a concretude do quanto foi querido e amado desde seu início de vida!

    Responder
  • Eliane

    Eu imprimiria amor para mim mesma, para sempre lembrar de ter o coração cheio de gratidão por todos os momentos e pessoas que fizeram e fazem parte da minha vida.

    Responder
  • Rosalba Di Palo

    Eu poderia imprimir amor para todos. Mas eu imprimiria primeiramente para mim mesma! Para que no futuro eu possa olhar sempre com carinho as fotos que por algum motivo foram tiradas.Acho que isto seria uma grande prova de amor. 💓

    Responder
  • camilla

    Eu imprimiria Amor para o Paulo, para que ele pudesse ver toda a beleza que existe nele. Ver os traços que escrevem histórias, que transparecem tanta verdade, que marcam tanta gente. Porque para mim a fotografia é isso: reconhecimento e auto-amor.

    Responder
  • Dayse Vilas Boas

    Eu imprimiria o amor para mim mesma, porque em tempos de desavenças é preciso nos lembrar constantemente de que o amor vale a pena, apesar dos pesares. E rememorando momentos marcantes nos animamos – no sentido da palavra mesmo, de dar vida, dar alma – a continuar amando a todos e tudo, inclusive a nossa história vivida, para, assim, construirmos uma melhor história ainda.

    Responder
  • Fernanda Machado

    Eu imprimiria amor a vida, que é única, bela, intransferível e inexplicável. O respirar de cada dia é a oportunidade que ela nos dá de cair novamente, se levantar, sorrir, perdoar, amar. Como não transformar tantas momentos únicos em lembranças que acalmam a tempestade que as vezes teima em nos perseguir? Por amor à vida, está sim merece todas as nossas memórias.

    Responder
  • Karina

    Eu imprimiria amor para o meu primeiro filho que está chegando possa ver todos os preparativos que estamos fazendo para sua chegada.

    Responder
  • Thais golgatti

    Como é dando que se recebe amor, euimprimiria amor a todos, para receber em dobro!

    Responder
  • Thais golgatti

    Como é dando que se recebe amor, eu imprimiria amor a todos, para receber em dobro!

    Responder
  • Cassia Parmeggiani

    Imprimiria todo amor que sinto pelo meu filho para que fique eternizado para todo o sempre.
    ❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️

    Responder
  • Ricardo

    Imprimo amor…

    Àquele que virá, JOÃO,
    que já ocupa seu reservado lugar em nosso coração,
    que crescerá, ensinará, aprenderá e voará,
    que consolidará anos de amor, carinho e união, JOÃO.

    Responder
  • Natália amoeso

    Meu amor impresso será por mim mesma! Vivo um diário processo de autoconhecimento e confesso que ter um álbum meu me fará me observar, descobrir detalhes que passam desapercebidos, aceitar minhas imperfeições, me admirar e amar mais.

    Responder
  • Lívia Carvalho

    Eu imprimiria amor a mim. ❤️
    Nunca tive um álbum todo meu, até mesmo quando criança. Por isso 2019 já começou pra mim e pra este novo ciclo que se abre, eu desejo seguir com leveza no caminho do autocuidado e do autoconhecimento pra conseguir ajudar o maior número de pessoas. 🙏

    Responder
  • Edna Bragança

    Eu imprimiria amor para todos aqueles que têm os nomes impressos no meu coração. : )

    Responder
  • Ana Cecília Cioffi

    Imprimiria amor para o meu companheiro de viagem , meu amor , meu guia que tem me acompanhado pelo mundo a procura de ondas perfeitas , praias paradisíacas, culturas distintas com gente simples que sabem ser feliz !!! Assim foi na Tailândia , na Indonésia , no México , no Marrocos , no Peru e agora na África do Sul!!!

    Responder
  • Maria Albuquerque

    Imprimo amor a vida, a poesia encontrada na natureza, imprimo amor ao vento, ao respirar que pulsa no coração, pelo simples fato de se permitir viver na essência do ser.

    Responder
  • Janaína Andrade

    Eu imprimiria meu amor pelos pequenos milagres do dia-a-dia. O por do sol visto da janela, a nuvem no céu azul, a pequena flor no gramado, um olhar, um sorriso. Essas emoções que vale a pena guardar.

    Responder
  • Angela

    Eu imprimiria amor à pessoas queridas que já se foram: minha mãe, meu pai, minha melhor amiga e para Ozzy, o maltês de estimação da família, que eu tive a oportunidade de cuidar dele por um mês, antes dele partir…
    Angela

    Responder
  • Daniela Rigon

    Eu imprimiria amor a todos aqueles e aquelas que passaram, passam e ainda passarão pela minha existência, me ajudando a evoluir e me tornar uma pessoa melhor. Em especial ao meu filho Davi, que me ensina todo o dia a forma mais sublime do Amor

    Responder
  • Monique

    Eu imprimiria amor para mim, para que nos dias difíceis eu lembre o que é importante e consiga transmitir um pouco desse amor para o universo.

    Responder
  • Fabiana Saviolli

    Imprimo amor a vida! Que descobri mais colorida quando iniciei os registros das viagens que realizei e realizo junto ao meu companheiro, e esses nos trouxeram descobertas, e sonhos que vamos realizar nessa parceria que é nosso casamento 😊

    Responder
  • Deisi

    Tenho muito amor pra imprimir. Esse ano eu imprimo todo para minha vó. Ela caiu, ae machucou, ficou em estado grave, mas em momento algum se entregou. Agora tá toda serelepe, reaprendendo os passinhos e com ajuda de andador. Mesmo assim, não desanima. Fiquei 5 meses cuidando e acompanhando o processo. Que força, que superação, que exemplo de mulherão da porra essa minha ”vóvinha”.

    Responder
  • Judith

    Eu imprimiria amor à vida. É ela que nos abençoa todos os dias com inúmeras possibilidades de ser feliz, de amar, de nós tornarmos seres humanos melhores, de errar, levantar e seguir em frente e de registrar nossos dias com aqueles que amamos e com tudo que nos afeta.

    Responder
  • Aline Eloa BUENO FIGUEIREDO de Moraes

    Imprimo amor e felicidade ,através das lentes da câmera que proporciona capturas únicas de registros feitos de momentos especiais em família, entre amigos ,com a mãe natureza,de viagens,apresentações ,realizações de uma forma leve e de ver a vida simples que contagia a todos nós.

    Responder
  • Ana

    Eu imprimiria amor, por que nao existe momentos mais emocionantes que o crescimento de uma criança, e ter essa lembrança registrada é o maior tesouro da família.

    Responder
  • Bianca Costa

    Eu imprimiria amor para ajudar todos os animais que sofrem no mundo. Porque assim conseguiria diminuir e/ou acabar com o sofrimento deles, espalhar carinho e compaixão para esses seres e com isso tentar mudar a realidade do mundo começando por mim.

    Responder
  • Ana Ruiz

    Na maternidade me descobri nascendo de novo. Eu que sempre fui filha virei mãe. Me redescobri com essa transformação. E com essa enorme troca de amor, eu imprimiria essa nova família, para conectar mais, sentir mais e pertencer. <3

    Responder
  • Andressa

    Eu imprimiria amor à todos aqueles que por algum motivo se encontram em suas escuridões para que possam sentir a grande energia que amor faz em minha vida!

    Responder
  • Livia

    Eu imprimo o amor para que a energia mágica de estar perto de quem se ama esteja há um toque das mãos. Pois o amor é uma energia que não existe tempo, só existe o sentir

    Responder
  • Denise Ronchi Francez

    Eu imprimo amor ao meu marido, todos os dias, em cada gesto da nossa rotina, como prometemos em 2009 quando nos conhecemos. Relembrar esses momentos é tão mágico, alguns em fotos, outros somente em nossa memória.

    Responder
  • Rosângela

    Imprimo cores em minha vida. Azul, laranja, verde, vermelho, amarelo…. preto e branco também! Faz parte! Imprimo cores todas as manhãs quando abro meus olhos! A família e os amigos dão a tonalidade certa para cada cor.

    Responder
  • Maria Alice Santos Costa

    Imprimir amor me faz ter calorosas e lindas lembranças da minha família, onde o amor se reverbera a todo instante, desde os momentos de alegria, quantos aos de enfrentamento dos obstáculos. Imprimo amor, aos meus amados pais, irmãos, e avós maternos ambos com 92 anos de idade, que vivenciam o companheirismo de tantos anos, com tanto amor, aos avós paternos in memorian, e a nossa amada cadela pink. Meu namorado, uma história e muito amor, as minhas amigas, quanto amor. Imprimo muito amor a minha vida, que Deus sempre se faz presente me mostrando o quanto ela é bela nos detalhes mais singelos que me fazem flutuar na paz interior e no amor dado e recebido. Imprimir amor, é imprimir vida. Gratidão!

    Responder
  • Valéria Pancieri

    Eu imprimiria amor por aqueles que fazem meu existir acontecer (meus pais, meus avós, meus irmãos e meu primeiro namorado) porque o tempo passa cada vez mais veloz e não tem graça fragmentar. A vida fica mais bonita quando todas as partes são integradas, as fotos são pedaços de momentos que embora não retornem, a cada página e detalhe, eles podem ser vivenciados novamente, a alma reconhece a ternura e o afeto compartilhado, o coração enche de coisas boas, saem risadas, o olho brilha e fica a certeza de que algumas coisas realmente tem dedo de uma força maior e criadora. A magia do AMOR que se revela em coisas simples e detalhadas.

    Responder
  • Ana Márcia Diógenes

    Eu imprimiria amor para a dor. Precisamos nos relacionar melhor com ela. Geralmente, somente quando somos alcançados pela dor – principalmente a emocional – é que lembramos como ela pode nos afetar, impactar, transformar. Para promover o nosso equilíbrio interior, só compreendendo a dor e os porquês de sermos afetados. Amar a dor é, antes de tudo, nos amarmos a partir de vários ângulos possíveis.

    Responder
  • Carolina Talarico

    Gostaria que essa promoção fosse de 365 álbuns para imprimir amor para todo mundo, um pouquinho por dia. Para meu filho com todas as lembranças que estamos construindo a cada dia, para o moço da padaria que sempre lembra de dar um pão-de-queijo para todas as crianças que estão na fila, para a senhorinha que fica na janela pensativa na casinha amarela que fica no meu caminho (…) gostaria de imprimir um pouquinho de amor por todos os lugares que vou e por todas as pessoas que estão ao meu redor.

    Responder
  • Mônica Ribeiro

    Imprimiria o meu amor pelo SER HUMANO, que é único e belo na sua incompletude, que é luz mas também é sombra, porque a cada dia que passa admiro ainda mais a GRANDEZA do simplesmente SER.

    Responder
  • Mônica

    Eu imprimiria uma ponte para conectar a Terra e o céu – nossas fotos impressas nas nuvens. Porque você é amor sem pressa, e eu sem você, sou saudade impressa.

    Responder
  • Rose Marie Cortez

    Eu imprimo Amor ao meu marido lindo, por quem sou apaixonada!
    Á minha querida mãe por tudo o que sou hoje!
    Á minha filha querida, meu sonho e meu orgulho!
    Ao meu filho, precioso no meu coração…que me inspira todos os dias.
    Aos meus pacientes que são meu aprendizado!

    Responder
  • Solange Maia

    Já há muito tempo venho anotando em pequenos guardanapos, em pedacinhos de papel achados às pressas dentro da bolsa, no verso de notas fiscais, as gracinhas ditas ou feitas por minha filha. Não quero perdê-las. Nem as anotações nem os momentos.
    E numa despretensiosa e poética tentativa de eternizá-las, resolvi organizar esses doces momentos numa espécie de diário digital, mas amaria IMPRIMIR AMOR para Bebela.

    Parabéns pela ideia maravilhosa! Beijos e boa sorte a todos!

    Responder
  • Amanda

    Eu imprimiria amor pelos meus filhos em cada minuto da vida! Porque eles são minha vida, o pedaço mais maravilhoso.
    Eles nasceram de mim, mas certamente eu renasci deles. ❤️
    #gratidão

    Responder
  • Paula Ferreira

    2018 foi um ano desafiador para uma família que alimento enorme carinho. Iniciou com a bomba da notícia mais difícil, a mãe estava câncer. Filhos mudando de cidade, todos se desdobrando para estar perto, acompanhar, poder ajudar. Muitas dúvidas, aflições, desavenças (sim, pois todos queriam muito encontrar uma saída). Inúmeras químios, mudança de cidade para o tratamento, venda do negócio da família… cirurgia… e agora, no finzinho de 2018 a notícia: ele se foi!!!!!!!!! Família que admiro pela força e união, vencedores desse enorme desafio da vida. Como seria lindo ter registrado tudo, tudo, tudo que foi esse 2018 de lutas e vitórias para essa família! ❤️

    Responder
  • Lourdes

    Eu imprimo amor para minha mãe, pois sem ela não estaria aqui para poder participar. Ela é um exemplo de mulher que desde a infância batalhou muito até para ter o pão de cada dia. Pois teve q trabalhar fora de casa aos 9 anos porque não tinham comida para todos. E mesmo assim com todos percausos nunca vi ela se queixar da vida ou reclamar. Ainda hoje, mesmo com Alzheimer assobia quando caminha no pátio de casa, aos domingos. Ela é um ser do amor ♡

    Responder
  • Leticia

    Imprimo amor com as pessoas com quem desfruto a caminhada da vida ! Imprimo amor com quem irei desfrutar a caminhada da vida ! Imprimo amor para a vida !!!!

    Responder
  • Patrícia

    Eu imprimiria amor à pessoa que me ensinou a amar: minha sobrinha Maria Júlia. Em retribuição e agradecimento ao sentimento mais puro e verdadeiro que ela despertou em mim. Logo ela, uma criança.

    Responder
  • Jessé de Araújo

    Imprimo o amor em todas as estações para os meus amores Luiz Felipe e Arthur. Não importa a Estação na Primavera cantamos com as flores, no Outono esperamos passar as folhas, no verão lembramos que a cada dia que o sol nasce, nos da uma nova esperança e no inverno são com abraços que nos esquecemos e vivemos como uma família feliz. Feliz demais…

    Responder
  • Patrícia Navarro

    Eu imprimiria amor à pessoa que me ensinou a amar: minha sobrinha Maria Júlia. Não só como forma de agradecimento, mas porque ela me fez acreditar que o amor é contagiante e que merece ser vivido a cada instante.

    Responder
  • Stella Tobar

    Imprimiria um momento de amor em família para a avó do meu marido, uma senhora linda de 91 anos. Porque ela já sabe, anciã poderosa, que os momentos onde o amor se fez presente são o único presente que levamos dessa vida.

    Responder
  • Stella Tobar

    Imprimiria um momento de amor para a Dona Ísis, uma senhora de 91 anos, que sabe que os momentos onde o amor se fez presente são o melhor presente dessa vida!

    Responder
  • Elaine Melo

    A nossa história começou com uma hashtag e jamais poderia imaginar que uma palavra chave nos uniraia e mostaria o amor da minha vida. Cada dia, a cada instante experiento a forma mais genuína do que é amar. Aprendo sobre mim, sobre ele, sobre a gente. Esse amor inocente e folgoso me faz suspirar. Alain, meu amor e meu desenhista, acredito que você deveria ganhar, um fotolivro desses desenhos que você faz e deixa na minha cama, para eu ver assim que acordar.

    Responder
  • Fabiana

    Eu imprimiria amor a todas as pessoas que reconhecem o valor meu trabalho pois é através dele que eu resignifico a minha existência.

    Responder
  • Fernanda Brandão

    Eu imprimiria amor para Cecília, minha tão esperada filha, que chegou para me transformar completamente. Para poder acompanhar seu crescimento, ter em mãos os registros de momentos importantes e do mundo que ela me ensinou a enxergar e poder revisitá-lo sempre.

    Responder
  • Vitória Winter

    Desde maio de 2017 minha vida ganhou um novo sentido, minha pequena Maria. Neste ano que está quase acabando queria muito presentea-lá com amor e lembranças em forma de livros para que quando ela cresça possa sentir o delicioso gosto das recordações. Por isso imprimiria as mais lindas lembranças para minha pequena e graciosa Maria, faço tudo com muito amor e por isso queria a ajuda de vocês para atribuir esse presente em forma de afeto à minha pequena companheira de vida.

    Responder
  • Alexandre Camargo

    Eu imprimiria amor às minhas duas irmãs para sempre nos lembrarmos que o nosso amor só cresceu desde a época das pequenas implicâncias e dos beliscões de provocação da nossa infância, fortalecendo-se durante o período espinhoso da adolescência de “Ei, não entrem no meu quarto!” e chegando maduro nos dias de hoje, repleto de companheirismo frente aos percalços da vida e de verdadeira irmandade nas alegrias em família.

    Responder
  • Fernanda

    Eu imprimiria muito amor para a Fernanda que 2018 ajudou a construir e que chegará cheia de velhos e novos sonhos. Eu imprimiria pequenos encantamentos do meu dia a dia, bilhetes, sonhos desenhados, feitos com colagens, listas de lugares para visitar e revisitat, pessoas para reencontrar e desejos realizados pra lembrar o quanto foi bom lutar por eles.

    Responder
  • Isabela De Bortoli

    Eu imprimo amor aos meus pais, que me ensinam todo o dia o que é amor no silêncio do abraço das chegadas e partidas, que são tantas. Na distância a gente aprende na marra o que é amor, amor mesmo, aquele amor que faz a gente entender o laço entre pais e filhos. Na partida, “te cuida” é amor, olhar marejado é amor, o sanduíche escondido na mala, é amor. E na chegada, ah… A chegada… Saudade vira taquicardia, e o abraço? Já não é mais silêncio, é apertado, é grito interno, é real e transborda. E o amor? Pra mim, amor é quando a saudade tem pressa de virar abraço, é saber que todo reencontro é minha silenciosa comemoração do melhor laço do mundo, minha família.

    Responder
  • Carla Damante

    Eu imprimiria amor para meu amor de 4 patas, minha cachorrinha Chiara. Porque o amor dos animais é incondicional, puro, eterno. Um amor assim merece estar impresso em todos os lugares…

    Responder
  • Carla Damante

    Eu imprimiria amor para meu amor de 4 patas, minha cachorrinha Chiara. Porque o amor dos animais é incondicional, puro, eterno. Um amor assim merece estar impresso em todos os lugares…

    Responder
  • Ivanisa Dias de Sales

    Eu imprimiria amor para minha filha Marília, pela sua doçura, sua meiguice, sua beleza interior, sua disponibilidade encantadora em me fazer sentir a melhor mãe do mundo!

    Responder
  • Flávia Braga

    Ahhh…eu imprimiria amor para todas as celebrações, comemorações e viagens que presenciei e compartilhei em 2018, onde a amizade, companheirismo, dedicação, carinho e respeito estiveram presentes!!!💗

    Responder
  • Natalia Miguel

    Eu imprimiria amor para a extraordinária mãe-terra, que nos gera em seu ventre, nos conduz por seus rios e oceanos e imprimi seu zelo e carinho por cada criatura sua, desde as aves nos céus até os plânctons no fundo do oceano…é uma devoção sem tamanho!
    Quão maravilhosa és!!

    Responder
  • Taís

    Imprimo amor à minha saudade mais linda e da maior alegria do reencontro. Ao meu riso fácil, alto e grato de todos os dias. Do meu encontro de almas e vidas mais feliz, ao qual sou imensamente agradecida.
    À minha metade oposta e completar, que ao escolher, junto comigo, dividir essa vida, fez caber amor e não sobrar espaço para mais nada. Afinal, só amor não é só. Pelo contrário, é tudo!! Sem precisão, só coração, amor e companheirismo, porque eu que já te imprimo tanto em mim, nem te amo tudo, acredita? ❤️❤️

    Responder
  • Taís Temporim de Almeida

    Imprimo amor à minha saudade mais linda e m maior alegria do reencontro. Ao meu riso fácil, alto e grato de todos os dias. Do meu encontro de almas e vidas mais feliz, ao qual sou imensamente agradecida.
    À minha metade oposta e completar, que ao escolher, junto comigo, dividir essa vida, fez caber amor e não sobrar espaço para mais nada. Afinal, só amor não é só. Pelo contrário, é tudo!
    Sem precisão, só coração, amor e companheirismo, porque eu que já te imprimo tanto em mim, nem te amo tudo, acredita? ❤️❤️

    Responder
  • Luciana Barros

    Se eu pudesse, partiria o amor impresso em moléculas pra poder distribuir por cada cantinho desse mundo que precisa ainda conhecer o que é amor. e, da mesma forma que o amor nos toca e nos muda, desejar que cada pequenina molécula pudesse mudar quadros de guerra em paz, de frieza em carinho, de doença em cura, de solidão em abraço. amor, na sua mais poderosa forma, transformação.

    Responder
  • Melissa Souza

    Desde 2016 venho lidando com conflitos internos sobre família, trabalho, espiritualidade. E este ano de 2018, mais do que tudo, foi cheio de altos e baixos, e não apenas para mim. Apesar dos contratempos, eu me permiti ser feliz e, aos poucos, estou aprendendo à dizer não quando necessário e dizer mais sim para novas experiências de vida. Acho que isso se chama amadurecer. É tempo de renascer e florescer. Com isso, eu imprimiria amor aos pequenos momentos da vida, para que eu possa olhar para trás e me inspirar, e me sentir segura com o futuro que nos aguarda. Viva a simplicidade e a beleza das nossas poucas – mas verdadeiras – amizades!

    Responder
  • Luisa Torreão

    Imprimo amor à vida que me trouxe até aqui e se refaz a cada instante…a cada passo que faz o caminho, a cada amanhecer que faz renascer em mim novo Sol de esperança. Imprimo amor à vida que esquenta, esfria, aperta e afrouxa, à vida que nos pede, a todo momento, coragem. Coragem de ir em frente apesar de todos os percalços, coragem de acreditar que somos capazes e potentes, coragem de desafiar o mar bravio pra encontrar a calmaria da boa maré mansa. Por fim, e ainda mais importante, imprimo amor à vida que requer de nós a coragem de agir com o coração!

    Responder
  • Adriana Rennó

    Eu imprimiria amor pelas minhas filhas, pq elas são o retrato do amor que eu sinto pelo pai delas.

    Responder
  • Adriana Rennó

    Eu imprimiria amor pelas minhas filhas, porque elas são o retrato do amor que eu sinto pelo pai delas.

    Responder
  • Bruna Bueno

    O mundo carece de amor e por isso devíamos imprimir amor ao mundo! Com memórias esquecidas para lembrar do quão grato somos a vida.
    Por ora, imprimo amor à família, que se estende aos sogros, cunhados, irmãos, para lembra-los do incrível ano que tivemos! Incrível pois nemhum de nós deixou de ter saúde e ainda com as adversidades estivemos juntos e compartilhamos essa jornada! ❤️

    Responder
  • Carolinne Borges Alves

    Imprimo amor por Aquele que expressou tamanho amor por nós na vinda de seu único Filho Jesus Cristo! Feliz Natal!!

    Responder
  • Lara

    Eu imprimiria amor para a Diversidade! Precisamente para as mulheres negras, como forma de empatia e para exalar compaixão. Eu, mulher branca, de classe média e em cargo de gestão, não me conformo com a diferença que existe entre eu e elas. Tem muito amor por aqui.

    Responder
    • Maria Freitas

      Publiquei dois comentários por não ter certeza se foram realmente publicados. Ainda não pude confirmar as postagens pois não aparecem na página. Poderiam retornar?

      Responder
  • Letícia Costa

    Para todas pessoas que preferem espalhar boas energias por aí, porque são elas que fazem a diferença na vida de alguém, que vão deixar um legado e que acreditam no poder do amor – próprio e compartilhado.

    Responder
  • Soraia Cantini

    Imprimo amor pelo meu marido Gerson que resgatou minha capacidade de amar após um período cinza e nebuloso. Um novo ciclo de vida abriu sobre mim um céu azul de paz, leveza e amor. Só precisamos disso!

    Responder
  • Heloisa

    Eu imprimiria amor para o Paulo, meu filho que decidi não abortar, apesar da incompatibilidade de sobreviver fora do útero e nasceu sem vida. Mas isso não deixou de me fazer aproveitar minha gravidez e amar esse menininho que mudou tanto nossas vidas!

    Responder
  • alessandra

    Eu imprimiria amor para o meu filho Davi de 7 anos. Porque costumo dizer que nasci junto com ele, foi ele que me “deu à luz!”Até então minha vida nunca tinha feito muito sentido e quando ele nasceu, nasceu também em mim uma vontade louca de ser feliz e me tornar uma pessoa melhor.

    Responder
  • Priscilla Cassioli de Moraes

    Eu imprimiria amor para todos que fizeram parte da minha breve história pela Austrália – que nesse ano de 2018 virou o capítulo de um livro! (Bravas Viajantes – histórias de sete mulheres se aventurando sozinhas por sete cantos do mundo), lançado, não por acaso, no dia 08/03/2018 (dia internacional da mulher). O intercâmbio ocorreu entre 2011 e 2012 mas até hoje minha vida segue moldada pelas profundas transformações pessoais que essa viagem proporcionou. O livro de memórias seria perfeito para ilustrar as pessoas e peripécias narradas no “Bravas Viajantes” <3

    Responder
  • Mariana

    Imprimiria AMOR pra mim para guardar , como forma de congelar pra sempre na memória momentos tão especiais com meu filho que já tem um ano e meio , depois de um ano recalculando rota com tantos desafios, 2018 foi um ano dividido com muita alegria como mãe mas muito aprendizado tentando me reencontrar como mulher seria um presente pra mim 💞

    Responder
  • Priscilla Cassioli de Moraes

    Eu imprimiria amor para todos que fizeram parte da minha breve história pela Austrália – que, nesse ano, virou o capítulo de um livro! (Bravas Viajantes – histórias de sete mulheres se aventurando sozinhas por sete cantos do mundo), lançado, não por acaso, no dia 08/03/2018 (dia internacional da mulher). O intercâmbio ocorreu entre 2011 e 2012 mas até hoje minha vida segue moldada pelas profundas transformações pessoais que essa viagem proporcionou. O livro de memórias seria perfeito para ilustrar as pessoas e peripécias narradas no “Bravas Viajantes”. <3

    Responder
  • Carol

    Eu imprimiria amor e gratidão para minha mãe. Nós sempre tivemos uma relação difícil e afastada, porém, depois da chegada da minha filha, tudo se transformou. Hoje ela é uma das minhas grandes parceiras, aliada e incentivadora! Merece muito um carinho desse ❤️

    Responder
  • Paula

    Estou em momento de (re)conexão comigo mesma. Tenho passado por processos de mudanças externas (estou em plena transição de carreira, prestes a me mudar e re-construindo hábitos saudáveis). E começando um período de namoro com esta nova Paula que estou me tornando. Uma das transformações marcantes desta nova fase é celebrar pequenas conquistas. E eternizar esses pequenos grandes momentos em um fotolivro, além de um grande presente, será a materialização de uma pequena grande meta do meu ano.
    Eu imprimiria amor para a nova Paula. Para a nova Paula cosigo mesma. Para a nova Paula com suas conquistas. Para a nova Paula com sua família e para a nova Paula com seus amigos.

    Responder
  • Karina Concilio

    Eu imprimiria Amor para meu marido, meu filho e nossa pequena que chega agora em janeiro…. Por todas as dificuldades do ano passado…. esse ano, está sendo O ANO de imprimir Amor!!!!!

    Responder
  • Fabíola k gomes

    Para uma linda história de amor, entre duas amigas, uma hétero e outra gay, que se apaixonaram e estão há 3 anos juntas, sendo que se casaram em dezembro e mesmo com o preconceito de uma das famílias, a união e o dia a dia delas são repletas de amor, amizade, beleza, cheiros, tatos e paladares. Um amor completo, perfeito na sua imperfeição, simples e lindo! Um amor para se recordar e inspirar, ainda mais impresso!

    Responder
  • Luana Érica

    Eu imprimiria meu amor pela vida, viagens, família, amigos e à Deus na sua plenitude (natureza). Porque além dos registros da memória, do papel e do coração, eu quero que minha descendência saiba que eu fui feliz com o pouco que tinha, mas que ao mesmo tempo é muito. Se você ainda pode viver, você tem tudo!

    Responder
  • Alessandra da Fonseca Rosas Carmona

    Sou uma apaixonada por fotos…elas me recordam todas as emoções vividas em todos os momentos da vida….e como é isso alimenta a nossa alma….!! Por isso eu imprimiria amor de todos os meus amores familiares ( filho e avós) que eu perdi neste ano, para homenageá-los e guardar para sempre em meu coração todas as imagens lindas que eu tenho das nossas vidas juntos!!! Porque família é tudo….
    Com amor …..Alê ❤

    Responder
  • Andressa Castelli

    Eu imprimiria amor para a dádiva do sonho realizado. Aquele sonho vestido de milagre, nascido e, porque não, renascido com a chegada recente do nosso bebê. O renascimento registrado por meio da transformação da impossibilidade em paciência, da dor em esperança e da insegurança em coragem.

    Responder
  • Barbara

    Sinto tanto amor pelos meus netos que só mesmo imprimindo para que se torne palpável, visível, eternizado, compartilhado para que todos possam vê-lo e fique para a posteridade.

    Responder
  • Mariana

    Eu imprimiram amor para meu pequeno Beno, para que ele sempre se lembre que ele é a materialização mais linda e perfeita do amor que existe entre mim e seu pai.

    Responder
  • Hilton Quadros

    Minha mulher, esposa, amiga, companheira , amor da minha vida , merece todo o amor do mundo impresso em fotos, versos, prosa porque esse amor e convivência de quase 50 anos tem que ser registrado e divulgado para inspirar os casais com nosso exemplo.

    Responder
  • Amanda W

    Eu imprimo o amor todos os dias por meu Pai.
    Me ensinou entre tantas coisas o amor pela fotografia, pelos detalhes da vida, onde esqueço de tudo e só aprecio… Minha vida é contada por ele através de todas as fotos que fez e ainda faz, são memórias vivas!
    Meu Pai, meu maior exemplo em todos os quesitos, mas principalmente no AMAR. Dar amor não é fácil, principalmente nos momentos tenebrosos da vida, mas ele o faz com maestria… Me ensinou que Família não precisa ser igual e mesmo que a mãe abandone, isso não é motivo para deixar de amar! Seja Feliz, sempre!

    Responder
  • Ana Lanza

    Imprimo amor para o nosso País. Para que as lembranças do que fomos ajudem a modificar o que é necessário, mantendo a graça, a simpatia, a esperança e a criatividade que nos caracteriza. Imprima mais amor, Brasil.

    Responder
  • Raphaela Souza

    Para mim, como agradecimento por toda minha aceitação, pelo meu crescimento pessoal e profissional, pela superação de medos e pelos novos aprendizados! A mim, muito obrigada!

    Responder
  • Inaiara Guimarães

    Eu imprimo amor pelos meus pais que me ensinaram desde pequena a ser apaixonada por álbuns de fotografia. Passavam horas me contando das viagens que fizeram e como tinha sido cada momento registrado. Imprimo amor pela eternidade, por nossa chance de ficarmos na história de alguma forma. Hoje meu pai desenvolveu alzheimer e imprimir amor é minha obrigação para manter vivas as memórias deles. Hoje imprimir amor faz parte de mim, faz parte da minha memória, da história da minha família.

    Responder
  • Beatriz

    Eu imprimiria amor à minha filha.

    Para que ela lembre-se sempre que poesia e amor têm som e também cor. Que cada “eu te amo” ouvido, possa também ser recordado nas imagens dos momentos vividos.

    Responder
  • Maria Freitas

    Para uma criatura que marca profundamente a passagem do tempo com sua alegria infantil e ilumina a vida da gente; para ela o registro do amor conta a história que transforma a realidade em poesia, encanta e faz o mundo mais feliz! Para Valentina, minha neta bem amada, para eternizar a felicidade. É bom cultivar a beleza dos momentos vividos nos dias que temos para viver e recordar!

    Responder
  • Maria Freitas

    Eu imprimiria o calor e o brilho do sol da nossa estrada, a felicidade que mora aqui, bem dentro do coração; é uma menina abençoada que trouxe com ela uma paz bem vinda e desejada, um bálsamo para todas as dores do mundo. É a vida pulsando em nosso peito, cantando amor, transformando a caminhada em aventura e diversão. Como é bom poder contar com ela, minha doce Valentina, pra ela eu imprimiria a felicidade contida em cada palavra dita, abraço distribuído e sorriso de volta! Amor é isso, uma alegria contagiante e é tudo que precisamos pra guardar na memória. É para ela que eu imprimiria o amor que ela contém e espalha ao redor!

    Responder
  • Daniely Cristina Vasconcelos Mota

    “Amor é uma força tremenda que une as coisas e as mantém”, diz um pensador. Imprimiria Amor para todos aqueles que carecem dele e acreditam na beleza de sua força.

    Responder
  • Daniely Cristina Vasconcelos Mota

    para quem você imprimiria amor? E por quê?
    É Natal! Tempo de imprimir amor a todos que precisam, buscam, apreciam, admiram o poder de transformação dessa potência de longo alcance. Simplesmente porque transborda no coração do ser humano essa dádiva que é capaz de tocar e fazer diferença na vida de muitas pessoas.

    Responder
  • Elinéia Gomes de Sousa

    Imprimiria amor para minha querida amiga, Rosário. Desde que nos conhecemos em 2012, tirando uma foto na Mafalda, em Buenos Aires, uma amizade sincera entre uma brasileira e uma chilena surgiu. Ao longo dos anos foram muitas viagens juntas e muitas histórias a serem contadas. Atualmente minha amiga vive no frio da Polônia sozinha, longe de amigos e família. E o que aquece nos dias de inverno é o calor das lembranças e do amor.

    Responder
  • Penélope

    Eu imprimiria amor para o novo amor que está nascendo dentro de mim. O amor que nasce do reconhecimento de que um outro já faz parte de mim e que me transforma em uma mulher melhor.

    Responder

  • TAMBÉM QUERO COMENTAR

    Campos obrigatórios*


    VEJA TAMBÉM