De portas abertas

  • TEXTO Izabel Duva Rapoport
  • FOTOGRAFIA koldunova | iStock
  • DATA: 17/09/2019

Com base na confiança e na paixão por pessoas, Bruna já acolheu mais de 100 estrangeiros em sua casa

“Uma pessoa do mundo.” É assim que Bruna Castro se define. Mas, ao conhecer sua história, a preposição da frase se altera: na verdade, Bruna é uma pessoa “para” o mundo. Ela e sua casa. Eleita uma das melhores anfitriãs da plataforma de hospedagem online AirBnB, Bruna faz da confiança o princípio de sua vida.

A chave da confiança

Em 2011, quando passou a morar sozinha em Curitiba, decidiu acolher sua primeira hóspede, uma cubana, por oito meses, sem receber nenhum real em troca. “A motivação de hospedá-la foi social”, diz. Para ela, esse período transformou seu estilo de vida para sempre.

Nos últimos cinco anos, hospedou mais de 100 pessoas de mais de 30 países diferentes. “Nunca fiz intercâmbio, então essa foi a forma que encontrei para trocar culturas e ampliar a visão do mundo.” Em 2014, a convite do AirBnB, ela ministrou uma palestra em São Francisco, EUA, e entregou algo inusitado para 80 anfitriões presentes no evento: a cópia da chave do seu apartamento e uma mensagem sobre confiança e amizade. “Ganhar a chave da casa de alguém é mágico”, diz.

Na ocasião, Bruna teve contato com espaços colaborativos multifuncionais e se apaixonou pela ideia. Ela percebeu que o seu estilo de vida era também uma habilidade. De volta ao Brasil, trocou seu apartamento financiado pelo aluguel de uma casa que fica no topo de um edifício construído nos anos 1950 no Centro de Curitiba. A inquilina batizou sua casa de Samambaia, pelas plantas na fachada, decidida a não ter que pagar o aluguel.

Levar a vida com mais esperança

Assim, foi atrás de gente interessada em usar a própria casa de alguma forma e começou a produzir projetos em parceria com os hóspedes. Um deles é o mensal “Story Slam”, no qual as pessoas contam e escutam histórias reais a partir de um tema. “Mais importante que ganhar dinheiro é mostrar que é possível criar projetos incríveis justamente sem ter dinheiro.”

Depois da Bruna, novos inquilinos chegaram para ocupar os outros andares do prédio. “Somos unidos, cada um com suas forças”, diz. Apaixonada por pessoas e por música, ela compartilha em seu blog Abra a Janela não apenas histórias com hóspedes mas também as playlists deixadas por eles. Seus relatos otimistas somados ao jeito amável e esperançoso de levar a vida confirmam a essência de uma frase que Bruna adora e que
leva ao pé da letra diante das adversidades atuais do mundo:

Em tempos de ódio, é bom andar amado”.

crédito: Guilherme Menghelli

 


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 213, novembro de 2019 ASSINAR
COMPRAR A EDIÇÃO

NESTA EDIÇÃO

Como ter mais tempo: É possível se relacionar com os afazeres que lotam a agenda com menos ansiedade e mais equilíbrio e pausa na rotina



TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*