Vida Simples dá as boas-vindas ao Caro Estranho

  • Caro Estranho
  • FOTOGRAFIA: Unsplash

A partir de hoje, o Caro Estranho estará conosco mensalmente (sempre no primeiro domingo do mês), respondendo a dúvidas e a inquietações dos leitores de Vida Simples. A escrita amorosa e acolhedora que ele oferece às pessoas nos encantou por aqui. Temos certeza, também deverá tocar o seu coração. Ao final do texto, explicamos os detalhes de como enviar sua pergunta para nosso novo colunista.

 

Caro Estranho,

Este é um convite para que você me escreva. Em troca, prometo escutá-lo e fazer o melhor que eu puder. “A fala só é bonita quando ela nasce de uma longa e silenciosa escuta”, escreveu Rubem Alves. E é isso que tenho a lhe oferecer. A minha atenção e, pelo menos, uma pequena dose de empatia, neste mundo tão carente de tudo. “O que as pessoas mais desejam é alguém que as escute de maneira calma e tranquila”, concluiu também o poeta e psicanalista. Então, meu caro, é para isso que estou aqui. Para ouvir o que você tem a dizer.

Foi em março de 2014 que nasceu este meu projeto de escuta atenta. No início, a ideia era criar uma espécie de versão brasileira da coluna Dear Sugar, da escritora americana Cheryl Strayed. O formato seria mais ou menos o mesmo. Uma carta, enviada por um anônimo, seguida de uma resposta, dada sempre pelo mesmo autor. No entanto, o Caro Estranho ganhou uma vida própria e transformou-se em algo diferente. Começou como um blog, virou um livro e, agora, teremos também este espaço para conversarmos na Vida Simples.

Antes de começarmos esta troca, no entanto, é necessário pontuar que a ideia desta coluna não é oferecer uma ajuda especializada. Ou seja, não sou médico ou psicólogo, como sempre costumam me perguntar. Também não faço parte de qualquer entidade, grupo ou religião.

Sou apenas um escritor, que enxerga na escrita não apenas uma forma de organizar o meu pensamento, mas também de ajudar o outro.

Também estou aqui para isso. Para conhecê-lo. A minha intenção é apenas saber quem você é e o que você pensa e sente.

Por isso, meu caro, se houver interesse, sugiro que você me escreva. De forma anônima ou não. O importante é que, neste espaço, você se sinta à vontade para desabafar e me contar o que se passa com você. Torno a dizer que estou aqui para ouvi-lo e, com base nisso, fazer o meu melhor. “É na escuta que o amor começa”, também escreveu Alves. E eu concordo com ele. O meu único objetivo é que esta coluna se torne uma fonte de empatia para quem me lê. Para isso, conto com você e peço, por favor, que faça o mesmo comigo.

Um grande abraço,

Estranho

 


Esta coluna é construída coletivamente. Isso significa que sua participação é importante. Está passando por um momento difícil ou por algum dilema existencial e gostaria de conversar com o Caro Estranho aqui em Vida Simples? Envie sua pergunta para o e-mail caroestranho@gmail.com. Lembre-se de escrever no campo “assunto” que você é leitor da coluna em Vida Simples, assim as respostas poderão ser lidas por aqui.

Abaixo, veja alguns exemplos de perguntas já respondidas pelo Caro Estranho no Instagram. Clique na setinha para passar as imagens para o lado.

 


CARO ESTRANHO (@caro_estranho) não sabe ao certo o que é ser um escritor, mas escreve na tentativa de ajudar o outro. Autor do livro homônimo, acredita viver em um mundo carente de amor e, sobretudo, de empatia. Não é médico, psicanalista ou psicólogo. É apenas alguém que tem fé na força de cada ser humano.

 

*Os textos de colunistas não refletem, necessariamente, a opinião de Vida Simples.


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 246, agosto de 2022 COMPRAR

COMENTÁRIOS

  • Maria C. Medeiros

    Que idéia sensacional!!! 💗

    Responder
    • Vida Simples

      E se quiser mandar a sua pergunta, você já sabe… 😀

      Responder

  • TAMBÉM QUERO COMENTAR

     

    Campos obrigatórios*