Vibrações e vínculos femininos

  • Kareemi

As amizades falam muito sobre nós e como nossas conexões são diretamente influenciadas pela nossa energia vibracional.

 

Nosso primeiro círculo de relacionamentos é nossa família. Seja ela biológica ou não, as pessoas que cuidaram e conviveram conosco desde a infância, influenciaram em absolutamente tudo o que pensamos e como agimos, nos nossos costumes, crenças e cultura. Isso só muda – ou deixa de ser influente em nós – quando mergulhamos no autoconhecimento e percebemos conscientemente o que é “nosso” e o que carregamos e repetimos dos nossos familiares. Como a Constelação Familiar mostra, inclusive.

Mas nosso segundo círculo de relações, e aquele que perdura em nossas vidas enquanto durarem, é o das amizades; e ele muda conforme mudamos. Já notou isso? Inclusive eu lhe convido a dar uma olhada na sua história toda, e nos vínculos de amizade que você tinha em cada fase, pra notar o quanto o que vibramos atrai quem vibra na mesma energia que a nossa. Pode reparar, quando você se sentia próspera, com sucesso, fluindo no trabalho e finanças, suas amizades também compartilhavam dessas mesmas sensações. 

Quando você passou por um “perrengue” no seu casamento, namoro ou “rolo”, era com alguém que estava na mesma (ou recém saído dessa), que você conversava. Quando você passou a buscar seu desenvolvimento pessoal, autoconhecimento e despertar, foi com pessoas na mesma busca que você se conectou. Observe.

Círculos de amizades

Então eu vejo que os círculos de amizades devem servir como grandes indicadores a nosso respeito, como grandes mestres no nosso autoconhecimento,  podendo nos apontar com quais energias temos vibrado e nos conectado agora. Assim, saberemos o que não queremos mais e podemos “virar a chave” dos pensamentos que se transformam em vibrações –  e se conectam com energias que atraem o mesmo, mas não são legais.

Em toda história da mulher na humanidade, estarmos juntas, reunidas, em irmandade e comunhão, só era uma realidade nas sociedade antigas, matricêntricas. Quando as sociedades viraram patriarcais, a energia da competição e rivalidade, acabou contaminando as mulheres. Eu mesma, até mergulhar nesse universo feminino, em mim e comigo, vivia com inveja, raiva e inconscientemente disputando coisas idiotas com as mulheres – tipo os homens ahahaha! E isso acontece muito, e você pode estar vivendo isso ainda. E não se culpe, só tome consciência.

Cada um que chega em nossas vidas, chega quando e como precisamos. Olhar para como você se relaciona com suas amizades femininas, seu nível de confiança, abertura e cumplicidade, fala muito sobre sua conexão com seu feminino sagrado. Quando olhamos para outra mulher com inveja, rivalidade e querendo disputar lugar, espaço, ou qualquer outra coisa, estamos em conexão com nossa energia masculina em desequilíbrio.

A essência feminina é de sororidade, união, colaboratividade. Sem julgar. Honrando o fato de outra mulher também ter suas dores, medos…perdições. Isso não significa que estaremos ilesas de vez ou outra “escorregarmos” e cairmos nesses padrões. Mas se você é capaz de olhar para aquelas amizades lá da infância, puras, verdadeiras e sem interesses, você será capaz de medir como vive junto às suas amigas de hoje.

A amizade feminina

Você também será capaz de perceber quais sentimentos lhe permeiam e atraem as amizades que você tem hoje. E isso vai lhe ajudar a perceber como está sua conexão com seu feminino e com a energia sensível e sutil de outras mulheres. E por isso trago essa reflexão sobre amizade, vibração, estarmos unidas verdadeiramente, porque isso nos nutre, dá forças e confiança! 

Para encerrar, lembro que nossas ancestrais (as mesmas da sociedades matricêntricas) se reuniam e permaneciam juntas durante todos os dias da Lua Nova. Isso pois seus ciclos duravam exatos 28 dias e elas menstruavam juntas na Lua Nova – se resguardavam nas chamadas “Tendas Vermelhas”. Dessa forma, cuidavam uma das outras, plantando a lua e se preparando para viver o novo ciclo que se abre nessa fase. Amor, amizade e união entre nós vale toda a história de nossas vidas!

 

Kareemi é criadora da Ginecologia Emocional, autora do livro Viva Com Leveza (Gente) e palestrante motivacional. Nesta coluna, mensalmente, trará reflexões sobre os comportamentos, emoções, corpo e alma femininos. Seu Instagram é @ginecologiaemocional


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 235, setembro de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*