Vale a pena ter esperança?

  • Ana Paula Puga

Esperança com ação é perseverança. Esperança sem ação é pura expectativa, e expectativa gera frustração! Como anda sua esperança?

 

Sabe quando é que eu percebo que um paciente meu está disposto realmente a mudar, a melhorar? Quando ele demonstra, em palavras ou ações, que tem esperança. A entonação da fala muda, o brilho volta ao olhar, a vontade de contar como foi a semana é contagiante. Ele vê por si novas possibilidades, ele abre a mente e o coração para receber um conselho ou uma interpretação, ele pede sua sincera opinião. Não se vitimiza, ao contrário, protagoniza.

O contrário é verdade. A desesperança deixa opaco o olhar, deixa-o vago, baixo. O tom de voz demonstra a entrega à incerteza, ao desalento, ao desamparo. A porta da prisão sempre esteve aberta, mas quem não tem esperança, não vê.

ASSINE A VIDA SIMPLES

O que nos move nessa vida é a esperança. Com ela procuramos opções, vamos para cima, lutamos. Quando perdemos a esperança paramos de lutar. A esperança é a crença na possibilidade de novos e positivos resultados. É o olhar atento ao presente e curioso sobre o amanhã.

Acredite que pode ser melhor

Para a psicologia positiva a esperança é uma força de caráter. Faz parte da virtude da transcendência, que retrata forças emocionais que estabelecem conexão com algo que tenha significado maior que você.

Esperança, otimismo, orientação e visão mais otimista do futuro. Acreditar que as circunstâncias podem ser melhores. E por pensar assim, mobiliza-se, planeja e se esforça para alcançar o que se propôs.

ASSINE A VIDA SIMPLES

Esperança com ação é perseverança. Mas, esperança sem ação é pura expectativa, e expectativa gera frustração. Como anda sua esperança? O que você espera da vida? O que espera para você e para os seus?

Encontre um significa maior. Olhe para seu hoje. Planeje. Dê o primeiro passo. Veja as pequenas mudanças acontecendo. Tenha bom ânimo. Permaneça neste movimento.

 

Ana Paula Puga é psicóloga, autora de dois livros, educadora parental, coach e conselheira positiva. Também é casada e mãe de três crianças. Seu Instagram é @ana_paula_puga


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 224, outubro de 2020 ASSINAR
COMPRAR A EDIÇÃO

NESTA EDIÇÃO

Quando enxergamos a passagem do tempo com consciência, reconhecemos que a jornada pode ser cheia de beleza em todos os anos da nossa existência



TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*