Sete anos no Tibet

  • Suzana Vidigal
  • FOTOGRAFIA: Divulgação | Netflix

SETE ANOS NO TIBET (Seven Years in Tibet), de Jean-Jacques Annaud, com Brad Pitt, David Thewlis, BD Wong, Mako, Sonam Wangchuk | Reino Unidos, 1997 | drama, biografia, história, guerra | M14| 2h16 min | Netflix

Brad Pitt é Heinrich Harrer, um alpinista austríaco que, nas vésperas da Segunda Guerra, resolve largar tudo e partir para o Himalaia. Contudo, a  expedição na porção indiana da cordilheira não dá muito certo. Assim, o aventureiro arrogante e egocêntrico  acaba preso porque é de nacionalidade inimiga do Reino Unido.

Na sequência, depois de fugir, consegue entrar no Tibet e lá fica por sete anos. Dessa forma, segue a trajetória clássica dos heróis. Fica amigo do Dalai Lama e  testemunha a perseguição pelos chineses nos anos 1950. Por fim, vai aprendendo aos poucos a se tornar uma pessoa melhor, mais tolerante, mais compreensiva e altruísta.

Autoconhecimento

O filme é  baseado no livro de viagem autobiográfico escrito por Heinrich Harrer. Assim, a saga do alpinista — aborrecido por a Segunda Guerra Mundial atrapalhar a sua tentativa de escalar o Pico do Everest — já entrou para a lista dos clássicos do cinema.


Suzana Vidigal  (@cinegarimpo) é tradutora, jornalista e cinéfila. Gosta de pensar que cada filme combina com um estado de espírito. Mas gosta ainda mais de compartilhar com as pessoas a experiência que cada filme desperta na mente e na alma. Autora do blog Cine Garimpo , traz, semanalmente, dicas de filmes para saborear e refletir.

POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 236, outubro de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*