Se algo acontecer… Te amo

  • Suzana Vidigal

Curta-metragem de 12 minutos emociona ao falar da perda e da esperança

SE ALGO ACONTECER… TE AMO

(If anything happens I love you)

de Michael Govier, Will McCormack

Há sentimentos que não cabem em palavras e a arte entra aqui como recurso pra ir além. É um convite pra mergulharmos na imagem, para sentimos na pele a trilha sonora, para absorvermos a vibração da paleta de cores. Quando o filme não comunica da maneira tradicional, através dos diálogos, exige sensibilidade, olhar apurado, emoção. Se Algo Acontecer… Te Amo nos leva nessa direção, do indizível.

E prescinde de palavras porque vai falar da dor, seguida de esperança. Dor que não se mede, que é difícil nomear. Curta-metragem da Netflix de apenas 12 minutos foi produzido pela atriz Laura Dern (da série Big Little Lies) e tem tocado profundamente quem assiste, num misto de sentimentos que vai crescendo. E vai crescendo com mais força se a gente não sabe o que causou a dor que assola esse casal, que vive junto, porém isolado; que compartilha a mesma mesa, porém não conversa; que tem as almas desconectadas e raivosas. Portanto, dica: quem ainda não souber a causa do luto, não procure saber. Assista e deixe-se emocionar.

ASSINE A VIDA SIMPLES

Quando a vida prevalece

Se Algo Acontecer… Te Amo (numa tradução literal de If Anything Happens I Love You), tem no título essa mensagem da existência que não controlamos, que nos tira o chão às vezes de repente. No livro A Morte é um Dia que Vale a Pena Viver, a médica geriatra especializada em cuidados paliativos diz que a morte chega sim, mas que a vida prevalece. Se o chão desaparece de repente, a vida chama de volta. O amor estende a mão. É dessa esperança que esta pequena pérola fala.

Embarque nos 12 minutos desse curta que fala da conexão desconexa, do redescobrir através das cores que denotam tristeza e se transformam em tons vivos, do reinventar com o que somos diante da experiência da perda. Sempre somos – e é nesse íntimo que desbancamos a desesperança. É onde mora o amor.

Onde assistir: Netflix

ASSINE NOSSA NEWSLETTER


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 235, setembro de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*