Quando alguém acredita em você

  • Luciana Pianaro

Quando você genuinamente incentiva alguém a olhar para suas qualidades e virtudes está colaborando para a expansão da consciência e para a vontade do outro de se superar

 

Observo Erik, meu filho de 4 anos, tentando jogar basquete. Ele mira a cesta, faz esforço com as pernas, olha para mim e joga a bola. Não acerta, faz cara de choro, quer desistir. Me abaixo, explico para ele que eu também erro, que é preciso tentar um pouquinho todos os dias. Na tentativa seguinte, ele joga com mais empenho e me olha com um sorriso. Ainda não acerta, mas sinto que está mais tranquilo.

Por mais que todos nós saibamos da importância da autoconfiança para nosso desenvolvimento, reconhecemos que ela não é construída sozinha. Precisamos do outro para reforçá-la. Mesmo que sejam pequenos reforços. Sabemos também que essa autoconfiança começa a ser desenvolvida quando ainda somos crianças. Por isso, meu olhar atencioso e amoroso a todos os pequenos desafios que meu filho precisa enfrentar. E sinto que não existe nada mais motivador do que alguém dizer que você pode, de reconhecer seu valor e potencial e o incentivar a ser uma pessoa melhor. 

ASSINE A VIDA SIMPLES

Em vários momentos da minha vida, olhei para a cesta e achei que não acertaria. E hoje, como executiva de uma empresa, carregada de responsabilidades, ainda sinto momentos em que minha autoconfiança se abala e a autocrítica fala mais alto. É quando vem alguém, amorosa e gentilmente e diz: “eu acredito em você, vai!”. Não há estímulo maior. E, por outro lado, também já estive nessa posição de crença no outro. No exercício da liderança, acreditar no outro é fundamental.

Confie em alguém

Quando alguém acredita em você, o medo diminui, a confiança e a coragem crescem, a vontade de vencer ganha saltos. Quando você genuinamente incentiva alguém a olhar para suas qualidades e virtudes está colaborando para a expansão da consciência e para a vontade do outro de se superar. Às vezes, um incentivo significa a força que faltava para uma pessoa tomar uma importante decisão. 

A correria da vida, as diversas atribuições que temos e o cansaço muitas vezes obliteram essa nossa sensibilidade para com o outro. Mas precisamos rever nossas atitudes, a começar dentro de casa. Olhar o outro com mais compaixão, entender que muitas vezes o medo se esconde ou está disfarçado. E que uma única palavra de incentivo ou abraço pode fazer toda a diferença. E, assim, gerar uma corrente, em que mais pessoas acreditem umas nas outras, para um bem maior de todos.

Dedico este artigo a você, Eugenio, que é a pessoa que mais acredita em mim.

 

Luciana Pianaro é administradora e empresária. Em abril de 2018 comprou a marca Vida Simples e todo seu acervo para que a voz que ela havia construído desde 2002 não deixasse de existir. Seu instagram é @lucianapianaro

POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 225, novembro de 2020 ASSINAR
COMPRAR A EDIÇÃO

NESTA EDIÇÃO

Quando entendemos o que nos move, fica mais fácil atravessar períodos difíceis e realizar aquilo que se deseja verdadeiramente



TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*