O amor também está nas palavras que você não pronuncia

  • Mariana Nahas

Conecte-se antes com a sua Fonte de Amor e perceberá que o Universo todo cuidará para que cada um receba o que precisa, e seus atos, palavras e ações serão conduzidos por uma força maior

 

Calar-se por Amor. Omitir-se por Amor. Silenciar-se por Amor. Ausentar-se por Amor. Por que não nos contaram antes que o amor transcende o que os olhos podem ver, o corpo pode sentir e os lábios proferir? Por que nunca nos contaram antes que o Amor está ali, independente da minha ação ou da ação do outro? E por que não me me ensinaram a sentir mais que escutar, a sentir mais que enxergar, a sentir mais que esperar pelo toque? Porque não nos ensinaram que o amor é uma constante e a essência de todas as coisas, antes de todas as coisas serem o que são. Porque não me disseram que a energia do amor é o eterno transbordar de si mesmo, transcender, invadir, conquistar, penetrar, expandir, unir, contagiar, iluminar, abraçar, envolver todo tempo e todo espaço.

O amor tá lá, tá aqui, tá ali e sim, pode ser sentido independente da distância, da luz, do som e do toque. E no entanto, porque sofremos tanto em busca de algo que esteve sempre aqui, ali e acolá? Por que sentimos sua falta? Por que ansiamos por mais? Para compreender a nossa dinâmica interna é preciso olhar pra trás pra perceber como somos inocentes em nossa ignorância sobre o que realmente é o amor.

ASSINE A VIDA SIMPLES

Experimente colocar atenção nos seus padrões de comportamento e como eu, você e a maior parte da humanidade nunca olhou para o amor desta forma. Olhamos para o amor como algo que precisa ser conquistado, que precisa merecer, que necessita ser trocado, barganhado, não é verdade?

Amor é fonte

Por isso, existem inúmeros padrões de comportamento ligados ao que acreditamos ser o amor que a maior parte de nós assumiu como verdadeiro ou correto, mas que nunca sequer paramos pra questionar. Aprendemos que o amor é um sentimento que deve ser externado e demonstrado através de gestos e palavras para que o outro o perceba e o receba, caso contrário é como se não existisse, ou fosse em vão.

Quantas e quantas vezes não sentimos escassos de amor? O ser humano, de uma maneira geral, sabe navegar muito bem pelo universo da ação, do tangível e perceptível aos 5 sentidos, mas terrivelmente pelo universo intangível do silêncio, da pausa, da espera, do sentir do que é invisível aos olhos e ouvidos do corpo. Nunca nos disseram que o Amor, com “A“ maiúsculo é uma expressão natural, um transbordar espontâneo e infinito, sem direção e sem propósito especifico a não ser criar e se expandir. O amor mais essencial é incondicional, sem condição para acontecer, sem especialismo. Ele apenas acontece. Ele é.

ASSINE A VIDA SIMPLES

Sim, o verdadeiro amor é a fonte de todos os pequenos amores mundanos. O amor é a pura expressão de Deus, o amor é inteligente e embora silencioso, está presente em tudo e em todos os lugares. No desabrochar de uma flor, na queda d’água de uma cachoeira, no cheiro de um café pela manhã, no toque de dois pés no final da cama, nas raios de Sol, no pulo de um gato, na morte de uma borboleta ou no tropeço de uma criança…

Para aqueles que estão em conexão com o Espírito, na pausa e no silêncio do corpo Ele pode ser sentido em qualquer lugar e em todos os pequenos movimentos do Universo.

O que é amor?

Quando isso acontece você personifica esse amor, você se torna esse amor, você se encher de amor e então, transborda na confiança absoluta nesta inteligência divina e em sua condução. Porém, associamos o amor a um objeto, um objetivo, uma direção, uma ação, um “ato de amor” e não nos damos conta de que muitas vezes a maior expressão de amor de todas é deixar as coisas acontecerem por si só. Confiar e respeitar o tempo divino das coisas acontecerem, respeitar o jeito de ser do outro que te incomoda, mas que é a essência a sua existência e aprendizado.

Amar é silenciar uma crítica e também absorver uma crítica sem mágoas e vingança. Amar é ausentar-se para dar espaço ao outro expressar-se livremente, é permitir a distância para que o outro cresça e floresça da sua forma original. É liberar o outro para ser livre na sua máxima expressão. Amar é confiar na inteligência divina do Amor Verdadeiro.

ASSINE A VIDA SIMPLES

Ser capaz de amar verdadeiramente implica em você estar em conexão com a fonte de amor que brota de dentro de você. Uma fonte abundante que ama antes de tudo a si mesma, assim como toda a sua criação. A partir deste movimento interno o fluxo se faz perfeito e completo a partir do seu transbordar incondicional. Deste lugar amamos sem a necessidade de posse, de barganha, de comparação, de cobrança.

Somos todos criadores e criatura, fonte e recepto, professores e aprendizes. Mas nem todos despertaram para essa consciência e com isso o ciclo vicioso de escassez de amor se estabeleceu no Planeta Terra.

O amor

Ele nasce da ideia insana de um “eu imperfeito” que busca no mundo uma fonte de amor pra suprir sua escassez e imperfeição. E como pensamos que necessitamos de um amor que vem de fora, acreditamos que outro também necessite de amor que vem de mim, portanto já nos colocamos proativos a agir, cuidar, opinar, ajudar, influenciar, corrigir, criticar pois acreditamos que isso seja uma expressão de amor.

Somos todos perfeitos em nossa imperfeição e diferenças. Caminhamos todos na mesma direção, porém trilhamos caminhos diferentes na direção do despertar para a verdade do amor. Não há livre arbítrio para a evolução e o despertar espiritual, ele irá acontecer de um jeito ou de outro. Não existe a escolha de não evoluir.

O livre arbítrio está apenas em “como” e por quais caminhos cada um escolhe trilhar: pela dor ou pelo amor, portanto cabe a todos os seres conscientes que despertaram para suas fontes internas de amor continuar a transbordar a sua essência divina, servindo de espelhos para que outros também reconheçam a sua própria fonte.

ASSINE A VIDA SIMPLES

Elogie, seja gentil, cuide, abrace, demostre afeto, beije muito, troque uma ideia, traga criticas construtivas… mas saiba que assim como amar pode estar na ação, amar também está na não-ação. No não falar, no não julgar, no não criticar e no ausentar-se. Podemos ser amigos perfeitos e parceiros perfeitos, permitindo que aqueles que amamos sejam imperfeito aos nossos olhos.

A maior demonstração de amor é ser capaz de amar até mesmo aquilo que julgamos incompletos, imperfeitos ou errados. Afinal, não conhecemos a grande figura não é mesmo? E Amar com “A” Maiúsculo é confiar na perfeição dessa grande inteligência divina.

O amor confia

O verdadeiro amor é intangível e invisível. Confia, que ele pode ser sentido e reconhecido a distância.

Dê àqueles ao seu redor o espaço que você espera e deseja para fazer suas escolhas. Dê àqueles que você ama um tempo pra respirar e espairecer naquele dia difícil. E dê àqueles que você ama a ausência, demonstrando seu voto de confiança na autonomia do outro.

ASSINE A VIDA SIMPLES

Conecte-se antes com a sua fonte de amor e perceberá que o Universo todo cuidará para que cada um receba o que precisa, e seus atos, palavras e ações serão conduzidos por uma força maior.

Confia no intangível. Sente e vai!

 

Mariana Nahas é coach de vida, terapeuta integrativa, facilitadora de meditação e idealizadora do Programa de Desenvolvimento Pessoal Ser Humano. Acredita que o autoconhecimento e a autocompaixão são as chaves para despertar em nós o ser de infinitos recursos internos que somos enquanto seres conscientes. Escreve quinzenalmente no Portal Vida Simples. Seu instagram é @mariananahas_.

 

*Os textos de nossos colunistas são de inteira responsabilidade dos mesmos e não refletem, necessariamente, a opinião de Vida Simples.


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 223, setembro de 2020 ASSINAR
COMPRAR A EDIÇÃO

NESTA EDIÇÃO

Colocar atenção no que é essencial em nossa existência é um caminho para viver de forma mais íntegra e verdadeira. Saiba reconhecer o que é mais valioso para você



TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*