Cordialidade, o que significa?

  • Lu Gastal

Por que a cordialidade anda escassa pelas ruas? Atinge também níveis de escassez nos relacionamentos? Parece que, em meio a tanto, as pessoas esqueceram e podem se perguntar “cordialidade, o que significa?”. Um passeio virou um momento de estudos para uma pesquisa não-científica para entender isso.

 

Dia desses encontrei, logo cedo, uma vizinha na saída do prédio. Era impossível não nos vermos, ainda mais com a minha altura de 1,80. Mas aconteceu: ao notar minha presença, ela apressou o passo e manteve o olhar em linha reta, buscando uma distância qualquer. Pareceu-me, de tal maneira, decidida a evitar a necessidade de dar um curto e simples “bom dia”.  Cheguei a engatar um sorriso, no intuito de lhe oferecer o cumprimento-universal-básico-de-todos-os-dias, mas rapidamente engoli as breves palavras, como quem toma um comprimido sem ter às mãos um copo d’água.

Até meu cachorro, que me acompanhava feliz da vida e pronto pro passeio matutino, sentiu o arrepio! A negativa daquele bom dia logo cedo seria um sinal de que o dia será ruim? Talvez não. Mas, pensativa com meu cão, segui em frente…

Cordialidade, o que significa? Por que está escassa? Fiz um pesquisa não-científica para entender

Poucos metros adiante, a passos largos e respirações ofegantes, um casal caminhava em nossa direção. Ao se aproximarem, eu, logicamente, curiosa e reflexiva, tasquei um sonoro bom dia. O homem, meio envergonhado, retribuiu, balbuciando as duas palavrinhas mágicas quase que incompreensivelmente, sem mostrar os dentes. Já sua companheira, com a expressão série e sisuda, assim permaneceu, além de calada. Ok, já que ela poderia ser ciumenta, pensamos eu e o cão!

E seguimos em frente, mais uma vez! E mais um bom dia – dessa vez retribuído -, mais outro, outro… eis que o passeio virou um momento de estudos para uma pesquisa não-científica. Havíamos acabado de iniciar, por sinal. Por que a cordialidade anda escassa pelas ruas? Atinge também níveis de escassez nos relacionamentos? Parece que, em meio a tanto, as pessoas esqueceram e podem se perguntar “cordialidade, o que significa?”.

Pensemos juntos: a cordialidade é totalmente gratuita. Para ser cordial, ninguém precisa abrir a carteira, basta um sorriso, algumas palavras, um gesto e bingo! Você poderá fazer o dia de alguém mais feliz e leve!

Mas, como ser cordial em meio ao caos e aos problemas?

cordialidade, o que significa

Sejamos realistas, todos, absolutamente todos, andam por aí com problemas a resolver. Fato é: o meu problema pode até parecer o mais difícil a ser resolvido, mas nunca será maior ou menor que o seu! Cada um com o seu, e ponto final!

Então, meus queridos leitores, reflitamos juntos: se não custa nada sermos cordiais, se com nossa cordialidade podemos tornar o dia de alguém melhor, qual o motivo de nos travarmos diante de uma simples, gratuita e genuína gentileza?

Dizer bom dia não dói e não custa nada! E cá estou eu propondo a você mais um desafio, um humilde e, por que não dizer, infantil, teste: depois de ler essa coluna, distribua sonoros e sinceros bons dias por aí! Se for pela rua, olhe nos olhos do seu ouvinte, de quem cruzar seu caminho e lhe projete alegria, através de um sorriso acompanhado de bom dia! Se, porventura, você estiver sob 4 paredes, faça o mesmo; antes de escrever um e-mail, um comentário ou direct nas redes sociais, escreva bom dia! Faça o teste e depois me conte o resultado. Eu acredito, com todas as minhas energias, que, caso você não alegre o dia alheio, alegrará o seu próprio. Porque gentileza, cordialidade e carinho, não fazem mal a ninguém!

P.s: o mesmo teste da minha pesquisa nada-científica poderá ser aplicado em horários alternativos. Nesses casos, apenas altere sua saudação por boa tarde ou boa noite!

 

Lu Gastal trocou o mundo das formalidades pelo das manualidades. Advogada por formação, artesã por convicção. É autora do livro “Relicário de afetos” e participa de palestras por todos os cantos. Desde que escolheu tecer seus sonhos e compartilhar suas ideias criativas, não parou mais de colorir o mundo ao seu redor. Seu instagram é @lugastal.


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 214, dezembro de 2019 ASSINAR
COMPRAR A EDIÇÃO

NESTA EDIÇÃO

Viva com mais calma: É possível desacelerar e cultivar uma forma mais tranquila de aproveitar cada dia, valorizando a presença e a contemplação



TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*