Como tratar bronquite e asma de acordo com o Ayurveda

  • Matheus Macedo
  • FOTOGRAFIA: Eli Defaria | Unsplash

Clima seco, poluição, alimentos inflamatórios são alguns exemplos de fatores que geram e agravam doenças como asma e a bronquite. Neste artigo eu vou te contar como a medicina ayurvédica pode ajudar a tratar e até prevenir essas doenças.

As doenças respiratórias estão entre as doenças que mais matam atualmente. Segundo o Fórum Internacional de Sociedades Respiratórias, mais de um bilhão de pessoas sofrem de condições respiratórias agudas ou crônicas. No Brasil, a asma é a quarta maior causa de internações do Sistema Único de Saúde. São 350 mil casos por ano.

Hoje vamos falar sobre o que é bronquite e asma, doenças respiratórias bastante comuns. Elas possuem sintomas parecidos: tosse, febre, fadiga, sensação de peso no peito e dificuldade de respirar. Contudo, não tenho a pretensão de esgotar  em um único artigo esse assunto que é tão amplo e complexo. Mas acho importante que você conheça como essas doenças se manifestam. Assim como  o que pode ser feito para preveni-las e amenizá-las. Então vamos lá!

Permita que seu corpo se limpe

O Dr. Michael Greger, fundador do Nutritionfacts.org, costuma compartilhar um aprendizado que recebeu na faculdade. Segundo ele, esse aprendizado mudou para sempre sua concepção de medicina. Dr. Greger constatou que pacientes que tenham sido fumantes por mais de uma década e que resolvem parar de fumar podem chegar a ter a mesma probabilidade de desenvolver câncer de pulmão que uma pessoa que nunca fumou. De acordo com ele, os fumantes só “ficam limpos”  após cerca de 15 anos depois de deixarem o hábito.

Por fim, fica claro que a saúde dos pulmões não é prontamente restabelecida assim que o paciente para de fumar. Entretanto, esse processo de autolimpeza pode levar muitos anos. Ainda assim, é incrível notar como o corpo tem a capacidade de se restabelecer, mesmo após uma década de abusos. Basta eliminarmos a causa do problema que o corpo faz o resto do trabalho. Isso não é fantástico?

Segundo o Ayurveda esse é um princípio fundamental chamado de nidana parivarjana: o primeiro passo em qualquer tratamento é eliminar a causa do problema. Com isso em mente, vamos falar sobre duas doenças respiratórias bastante comuns e como você pode lidar melhor com elas.

Qual a diferença entre asma e bronquite?

A bronquite é um processo inflamatório das vias aéreas. Mais especificamente dos brônquios. Por causa da inflamação, ocorre um excesso na produção de muco nos brônquios e bronquíolos, que  diminui a passagem de ar nos pulmões. Em decorrência disso, manifestam-se sintomas como tosse frequente com muco, cansaço, chiado ao respirar e falta de ar. Vale lembrar que esse muco é produzido naturalmente e serve como uma importante barreira contra patógenos. O problema é quando ele é produzido em excesso e atrapalha a respiração.

A inflamação dos brônquios pode ser causada tanto por alergias, quanto por infecções que podem ser bacterianas ou virais. Assim, a inflamação decorrente de um processo alérgico é chamada de asma ou bronquite asmática. Entretanto, essa doença não é transmissível. Já a bronquite infecciosa pode ser aguda ou crônica e é transmissível quando não controlada.

Contudo, a bronquite infecciosa pode ainda evoluir para pneumonia, um quadro muito mais grave de infecção pulmonar.

bronquite

Crédito: CDC | Unsplash

O que causa bronquite?

Primeiramente, todos os fatores que geram inflamação no corpo têm potencial de agravar a bronquite e a asma. Um dos mais importantes é a poluição. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) nove em cada dez pessoas no mundo vivem em locais onde a poluição do ar excede os limites seguros.  Essa é uma prova clara de que o ambiente onde você vive afeta diretamente sua saúde.

Assim, além da poluição do ar e dos agentes infecciosos (vírus e bactérias), um dia mais seco, ou mais frio, um lugar empoeirado ou com mofo, o contato com alguns produtos de limpeza ou de higiene. Tudo isso pode afetar sua saúde respiratória. Por isso, dizemos que a causa da bronquite é multifatorial.

Há também aqueles fatores que não são grandes empurrões em direção à asma e bronquite, mas que também acabam sendo prejudiciais à saúde, especialmente no longo prazo. Aqui, estou falando dos quatro Pilares da Saúde: alimentação, movimento, sono e silêncio. Não consigo passar um artigo sem enfatizar como nosso estilo de vida forma a base da nossa saúde ou das nossas doenças.

Como tratar a bronquite?

A melhor forma de tratar uma doença é conhecer primeiro a sua causa. Segundo a lógica da medicina moderna, as bronquites infecciosas são tratadas com remédios específicos. A bacteriana, por exemplo, pode ser tratada com antibióticos. Entretanto, os antibióticos têm efeito específico no combate às bactérias, mas não são recomendáveis em caso de infecções virais.

Contudo, na perspectiva do Ayurveda, não fazemos esse ataque direto ao agente causador da doença. Preferimos, de forma geral, focar na capacidade digestiva e na qualidade da imunidade do paciente. Nesse processo, optamos por eliminar alimentos considerados difíceis de digerir. A ideia é facilitar a digestão. Tenho muitos pacientes com bronquite ou asma que melhoram — por exemplo —  quando cortam os lácteos da dieta (leite, queijo, iogurte, requeijão, creme).

Tive um paciente que há 15 anos fazia uso de broncodilatador inalatório (a popular “bombinha”). Após uma semana sem consumir lácteos, seu corpo desinflamou de uma maneira impressionante, a ponto de não apresentar mais nenhum sintoma. Isso não significa que os lácteos sejam os maiores responsáveis pelas bronquites. Porém, não há dúvidas que eles podem piorar o quadro ao longo do tempo.

Hidratação é a base

Uma outra dica fundamental é: hidrate-se. Hidratação é a base para a prevenção de muitas infecções e deve ser sempre considerada. A menos que seja contraindicada pelo seu médico por algum motivo específico.

Falando em hidratação, não podia deixar de mencionar alguns chás, não é mesmo? Gengibre, coentro, jasmim e cúrcuma estão entre os meus preferidos para esse tipo de doenças respiratórias e costumam dar bons resultados. Inclusive pelas propriedades anti-inflamatórias que possuem.

Por fim, o Ayurveda também utiliza técnicas específicas de purificação que chamamos de panchakarma. Essa palavra surge pela combinação da palavra pancha (o número cinco em sânscrito) e a palavra karma (que significa procedimento ou terapia). O procedimento indicado pelos textos clássicos do Ayurveda é o chamado vamana karma que seria uma espécie de vômito terapêutico. Essa técnica é bastante comum para tratar alguns casos de tosse e problemas respiratórios. Mas esse procedimento só deve ser realizado com indicação e acompanhamento de um profissional da saúde devidamente capacitado para isso.

Alimente-se de ar

Assim como o alimento, o ar também é fundamental na nutrição das nossas células. De forma simplificada, nossas células produzem energia com base na glicose dos alimentos que ingerimos. E no oxigênio do ar que respiramos. Por isso, eu considero a respiração como parte de dois pilares da saúde: a alimentação e o silêncio. 

A respiração completa tem quatro fases: inspiração, retenção cheia, expiração e retenção vazia. Contudo, a maioria das pessoas não percebe devidamente as fases de retenção do ar.

bronquite asma

Crédito: Katie Bush | Unsplash

Oxigenar o corpo

Experimente fazer uma respiração completa de quatro segundos dedicados a cada uma das fases — é o que chamamos de respiração quadrada. Assim, inspire contando até quatro, segure o ar por quatro segundos, solte contando até quatro e mantenha os pulmões vazios por quatro segundos antes de reiniciar o ciclo. Você também pode variar esse tempo: três segundos, seis segundos, 10 segundos… Como você se sentir melhor. A ideia aqui não é gerar qualquer tipo de desconforto. Mas, sim, contribuir para uma melhor oxigenação do corpo.

Dessa forma, quando você pratica e percebe esse controle do ar, você começa a conhecer sua amplitude respiratória e seu corpo melhor. Igualmente, esse tipo de exercício pode ainda trazer outros benefícios. Tenho pacientes que já relataram até uma melhora no funcionamento do intestino após as práticas de respiração. Repare como até a mente funciona diferente depois que você respira bem, com consciência, com presença.

Espero ter ajudado com essas informações e dicas sobre o que é bom para algumas das doenças respiratórias mais comuns hoje em dia. Um abraço e lembre-se sempre: SAÚDE É LIBERDADE!


MATHEUS MACÊDO é o primeiro brasileiro a se formar em medicina na Índia com especialidade em Ayurveda no curso BAMS (Bachelor in Ayurveda, Medicine and Surgery). Viveu na Índia quase 7 anos e de lá criou a Vida Veda, uma empresa social dedicada a divulgar o conhecimento ayurvédico em língua portuguesa. Carioca, vive em Guimarães, Portugal, e percorre o mundo dando palestras sobre Ayurveda e Medicina Integrativa.

*Os textos de nossos colunistas são de inteira responsabilidade dos mesmos e não refletem, necessariamente, a opinião de Vida Simples.


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 235, setembro de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*