Chegando nos 50

  • Lu Gastal

Numa sequência de incertezas e impossibilidades de planos além dos próximos 10 dias, tem algo muito especial que o recém chegado 2021 me trouxe: celebrar meus 50 anos!

Não acredito que seja a metade da vida; com os chopes e taças de vinho que acumulo no caminho, acredito partir rumo ao azul do céu bem antes dos 100 anos.

Fazendo uma conta rápida, devo ter à frente uns 30 invernos, e a previsão desse tempo aponta possibilidades que o período seja muito, mas muito bacana.

Antes que você questione o que de muito, mas muito bacana pode acontecer na vida de alguém com mais 50+, antecipo: doses de maturidade são acrescentadas à receita “viver mais leve”.

Logicamente, não será pós 50 que todos os  trabalhos não muito prazerosos serão cancelados, mas acredito que pós 50 pode-se optar por um ofício que dê borbulhas no estômago a um ofício sempre a mesma coisa.

Eu votaria na primeira opção, e você?

É aí que aparece a tal maturidade, e aqui qualquer escolha seguirá permeada de incertezas, porém, as consequências serão nada mais, nada menos que um bem estar associado com a sensação de vida que pulsa, sem atropelos, sem pressa.

Rir sem pensar no que outros vão achar, percorrer caminhos desconhecidos, praticar manutenção constante nos relacionamentos e nas intempéries do lar. Pode-se seguir uma extensa lista de coisas bacanas a fazer a qualquer fase da vida, não é mesmo?

Então, pra você que está próximo a chegar nos 50,  pra você que está distante do momento zerar meio século de vida (alô… num sopro seus 50 anos estarão aí), uma dica de reflexão reta, direta e universal: pode faltar colágeno na pele, os esquecimentos passam a ser constantes, mas a vontade de viver leve é abundante!

Não culpe a falta de tempo, a menopausa, a enxurrada de mudanças hormonais; não se culpe por suas próprias escolhas: a vida está aí, esperando que você exercite frações de um olhar corajoso e gentil.

Bem vindo 2021! E pode trazer meus 50!

Beijos meus!


Lu Gastal trocou o mundo das formalidades pelo das manualidades. Advogada por formação, artesã por convicção. É autora do livro “Relicário de afetos” e participa de palestras por todos os cantos. Desde que escolheu tecer seus sonhos e compartilhar suas ideias criativas, não parou mais de colorir o mundo ao seu redor. Seu instagram é @lugastal.


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 233, julho de 2021 COMPRAR

TAMBÉM QUERO COMENTAR

 

Campos obrigatórios*