As contingências

  • Eugenio Mussak
  • FOTOGRAFIA: Leolintang | IStock

A vida é dinâmica e podemos desfrutar dos acontecimentos mesmo quando eles saem do nosso previsto.

Certa vez fui com um grupo participar de um congresso em Paris. Como sempre, Paris foi uma festa, mas naquela viagem a festa ameaçou azedar, pois assim que desembarcamos fomos informados de que havia uma greve dos motoristas de táxi – os franceses  cruzam  os  braços  com  frequência, por períodos curtos, mas inesperados.

A solução foi óbvia: “Vamos de metrô”, disse  alguém. Então uma das participantes saiu-se com esta: “Não é possível, não estou preparada para andar de metrô!”. Ninguém entendeu muito bem o que ela quis dizer, e também ninguém parou para teorizar sobre o assunto. Fomos todos de metrô para o hotel, e pronto. Inclusive ela, de mau humor.

Trata-se  de  um  exemplo  muito  simples, mas  o  que  aconteceu  naquele  dia  foi  uma metáfora da vida – nem sempre as coisas acontecem exatamente como planejamos,  e a capacidade e disposição para conviver com uma mudança de plano pode ser muito útil. Ah, você não está preparado para andar de metrô?

Variáveis da vida real

Pois saiba que, se não estiver, possivelmente acabará indo a pé. Nenhum plano é perfeito por um motivo muito simples: o número de variáveis da  vida real é muito grande.  A socióloga inglesa Joan Woodward estudou a relação entre as teorias administrativas e seu êxito quando colocadas em prática. Concluiu que as melhores teorias são as que consideram que, com certeza, alguma coisa vai dar errado no meio do caminho – ou seja, que vai haver contingências.

E  o  que  é  uma  contingência?  Bem, é um acontecimento que estava fora do planejado, e isso pode acontecer por dois motivos: porque não foi  previsto ou porque não se podia prever. Se você não aproveitou o final de semana na praia porque choveu o tempo todo, não tem a quem se queixar, pois  você  poderia  ter  consultado  a  previsão  dos  serviços  de  meteorologia,  que  estão cada vez mais confiáveis.

Aqui, a chuva  foi  inesperada, mas era totalmente previsível. Mas se seu final de semana foi prejudicado pela falta de cerveja em seu bar preferido  porque o caminhão que faz a entrega teve um acidente, aconteceu algo inesperado e imprevisível.

Nesse caso, você tem de estar preparado para  conviver com a  mudança de planos: alegre-se com a água de coco, e pronto. E se você  disser  “não  estou  preparado para tomar água de coco!”, todo mundo vai rir. E o planeta continuará a girar em seu eixo.


EUGENIO MUSSAK  conta que nunca fez um plano que não precisou ser modificado depois.  

*Os textos de nossos colunistas são de inteira responsabilidade dos mesmos e não refletem, necessariamente, a opinião de Vida Simples


POSTS RELACIONADOS

EDIÇÃO DO MÊS

Edição 238, dezembro de 2021 COMPRAR

COMENTÁRIOS

  • Geraldo

    Só faltou lembrar que a vida além das contingências é tênue, razão pela qual o futuro é Incerto e o tempo presente é o que se deve focar porque é uma dádiva estar tendo-o!

    Responder

  • TAMBÉM QUERO COMENTAR

     

    Campos obrigatórios*